Guerra na Ucrânia

Rússia e Ucrânia assinam acordo que possibilita a exportação de grãos ucranianos

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro, o presidente ucraniano enfrenta dificuldades para exportar grãos, devido ao bloqueio de portos.

Rússia e Ucrânia assinam acordo que possibilita a exportação de grãos ucranianos
Cidade portuária ucraniana de Odessa (Crédito: Uriel Sinai / Gettyimages)

A Rússia e a Ucrânia assinaram um acordo, nesta sexta-feira (22), para que Kiev possa exportar seus grãos pelo Mar Negro. A informação foi divulgada em um evento que contou com discurso do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdoğan, e do secretário-geral da ONU, António Guterres

Publicidade

Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro, os países não assinaram nenhum outro grande acordo. Segundo Ancara, esta negociação irá permitir a exportação de grãos ucranianos, principalmente o trigo, que acabaram sendo bloqueados por conta da guerra. O porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, afirma que “É uma parcela relativamente modesta do grão ucraniano, mas é muito importante que chegue aos mercados internacionais”.

Em contrapartida, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores ucraniano, Oleg Nikolenko, afirmou à AFP que a Ucrânia só apoiará soluções seguras para o país. “A delegação ucraniana só apoiará soluções que garantam a segurança das regiões do sul da Ucrânia, uma posição forte das forças armadas ucranianas no Mar Negro e a exportação segura de produtos agrícolas ucranianos”, disse ele.

De acordo com Guterres, o acordo não busca favorecer a Ucrânia e nem a Rússia. A negociação visa ajudar o mundo que começava a encarar uma crise alimentar, segundo o secretário-geral da ONU. “E que não haja dúvidas – este é um acordo para o mundo. Trará alívio para os países em desenvolvimento à beira da falência e as pessoas mais vulneráveis à beira da fome, e ajudará a estabilizar os preços globais dos alimentos”, afirmou ele. 

 

Publicidade




Publicidade