Conflito Rússia X Ucrânia

Principal navio russo no Mar Negro é danificado após explosão

No mês passado, as Forças Armadas da Ucrânia disseram que destruíram um grande navio russo.

principal-navio-russo-no-mar-negro-e-danificado-apos-explosao
Toda a tripulação foi retirada e a causa da explosão está sendo investigada (Crédito: China Photos/Getty Images)

O principal navio russo no Mar Negro, o cruzador de mísseis Moskva foi danificado após a explosão de munições a bordo, segundo a agência de notícias Interfax. Toda a tripulação foi retirada e a causa da explosão está sendo investigada. Uma autoridade da Ucrânia, havia dito que o navio teria sido atingido por dois mísseis ucranianos.

Publicidade

De acordo com um comunicado do Ministério da Defesa russo as munições foram detonadas. “Como resultado de um incêndio no cruzador Moskva, a munição foi detonada. O navio foi seriamente danificado. A tripulação foi completamente retirada.” O navio de 12,5 mil toneladas tem uma tripulação de cerca de 500 pessoas.

Ainda, segundo informou a Agência Brasil o Ministério da Defesa da Rússia disse que um incêndio a bordo do navio, de 186 metros de comprimento, provocou a explosão de munições. “O fogo no navio Moskva está sob controle. Não há chamas visíveis. As munições  não estão mais explodindo. O navio continua a flutuar, e o principal arsenal de mísseis não foi danificado”.

No mês passado, as Forças Armadas da Ucrânia disseram que destruíram um grande navio de desembarque russo que chamaram de “Orsk”, no Mar de Azov, a nordeste do Mar Negro.

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu a Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças, Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Um dos motivos desta invasão é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

Publicidade

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente, sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.