Conflito Rússia x Ucrânia

Putin acusa a CIA e a Ucrânia de plano para assassinar jornalista russo

Putin aponta que eles atuavam seguindo as ordens do serviço secreto da Ucrânia e que pretendiam matar o repórter e apresentador Vladimir Solovyev. O jornalista é astro de um canal estatal do país.

putin-acusa-a-cia-e-a-ucrania-de-plano-para-assassinar-jornalista-russo
Vladimir Putin (Créditos: Marianna Massey/Getty Images)

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, acusou nesta segunda-feira (25)  o serviço de inteligência dos Estados Unidos, a CIA, e o governo da Ucrânia de participar de um plano para assassinar um jornalista russo.

Publicidade

O líder russo afirmou que membros de grupos nacionalistas, que faziam parte do plano, foram presos. Segundo o portal G1, Putin aponta que eles atuavam seguindo as ordens do serviço secreto da Ucrânia e que pretendiam matar o repórter e apresentador Vladimir Solovyev. O jornalista é astro de um canal estatal do país.

Ainda, Putin diz que a CIA assessorou a capital da Ucrânia, Kiev, no suposto plano, que segundo ele, foi frustrado pelo serviço de segurança russo, o FSB. As acusações feitas pelo presidente russo foram feitas durante um pronunciamento à TV do país. Putin não apresentou evidências das acusações e os acusados ainda não se manifestaram.

Entenda o conflito

Desde o dia 24 de fevereiro, Vladimir Putin deu início ao conflito contra a Ucrânia ao bombardear regiões do país. A invasão contou com domínios por terra, mar e ar, após autorização do presidente russo.

Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia faça parte da OTAN, uma aliança criada pelos Estados Unidos. O presidente não deseja que uma base inimiga seja estabelecida próxima a seu território, uma vez que a Ucrânia faz fronteira com a Rússia. Esse foi um dos estopins para que Putin iniciasse os ataques.

Publicidade