Guerra na Ucrânia

União Europeia e outros 42 países pedem à Rússia que deixe usina nuclear ucraniana

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) comunicou na semana passada que partes da usina foram afetadas, por ataques recentes.

uniao-europeia-e-outros-42-paises-pedem-a-russia-que-deixe-usina-nuclear-ucraniana
Usina Nuclear de Zaporizhia (Créditos: Divulgação/ Ministério da Defesa da Rússia)

Uma declaração conjunta da União Europeia e demais 42 países pediu que a Rússia retire imediatamente suas forças da Usina Nuclear Zaporizhia, no sul da Ucrânia. Entre os países, há inclusive os Estados Unidos.

Publicidade

A Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) comunicou na semana passada que partes da usina nuclear foram afetadas, por ataques recentes. Dessa forma, arriscando um potencial vazamento de radiação “inaceitável”.

“Pedimos à Federação Russa que retire imediatamente suas forças militares e todo o pessoal não autorizado da Usina Nuclear de Zaporizhia”, disse o comunicado conjunto, datado de 12 de agosto e publicado no domingo no site da Delegação da UE nas Organizações Internacionais em Viena.

A retirada deve ocorrer “para que o operador ebas autoridades ucranianas possam retomar suas responsabilidades soberanas dentro das fronteiras internacionalmente reconhecidas da Ucrânia e que a equipe operacional legítima possa realizar suas funções sem interferência externa, ameaça ou condições de trabalho inaceitavelmente duras”, indica o comunicado.

Isso também “permitiria que a AIEA realizasse sua verificação de acordo com as obrigações de salvaguardas da Ucrânia em condições seguras e protegidas e em tempo hábil”. O diretor-geral da AIEA, Rafael Mariano Grossi, disse que a situação “alarmante” na usina atingiu um “momento grave”, ao pedir uma inspeção imediata da instalação por especialistas internacionais

Publicidade

Publicidade