Xangai adota lockdown rígido por causa da Covid-19

Nem mesmo animais domésticos, como cachorros, podem sair pelas ruas. Para sair de casa é necessária uma autorização especial.

xangai-adota-lockdown-rigido-por-causa-da-covid-19
Rua de Xangai (Créditos: Hu Chengwei/Getty Images)

Em Xangai, cidade da China com 25 milhões de habitantes, o governo adotou novamente restrições e lockdown rígido por causa da Covid-19. Nem mesmo animais domésticos, como cachorros, podem sair pelas ruas.

Publicidade

 

Alto-falantes instalados em drones sobrevoam a cidade chinesa, divulgando a seguinte mensagem: “A todos do condomínio: atenção ao período de isolamento. Obedeçam rigorosamente a todos os protocolos do governo municipal. Controlem seu desejo de liberdade. Não abram portas e janelas. Há risco de contaminação”.

 

Ainda, anunciam em megafones: “A partir de hoje à noite, os casais devem dormir em camas separadas. E também comer em locais separados, sem contato físico. Esperamos que todos se esforcem para cumprir as determinações. Obrigada pela atenção”. De acordo com o portal G1, para sair de casa é necessária uma autorização especial.

Publicidade

 

Algumas pessoas precisam de remédios especial ou demais coisas de urgência. Mario Antunes, chefe do escritório do Governo de São Paulo em Xangai, afirma que vive novamente situações que o mundo passou há dois anos . “A gente está hoje no auge da crise. Eu não posso sair nem da porta. Não posso sair para o condomínio”, declarou Antunes.

 

Publicidade

Para variante ômicron que provoca o surto em Xangai, as três doses da vacina são essenciais. Quando comparadas com outras vacinas, a CoronaVac e Sinopharm possuem uma eficácia mais baixa nos idosos. Nem mesmo animais domésticos podem sair nas ruas e o governo chinês envia mantimentos básicos dia sim e dia não para a população.

 

 

Publicidade