EMOÇÃO ELEITORAL

“Há 4 anos a PF levou ele para uma prisão injusta; hoje, o escoltou para votar”, diz Janja sobre Lula

Janja aparece emocionada em vídeo e afirma expectativa de que o marido irá se eleger no primeiro turno das eleições

Esposa de Lula afirmou que Brasil “vai voltar a sorrir”. (Reprodução/Twitter)

A socióloga Janja da Silva, atual esposa do ex-presidente e candidato a presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT), publicou um vídeo emocionada em suas redes sociais comentando sobre a possibilidade do marido estar se candidatando 4 anos após sua prisão.

Publicidade

Há quatro anos a PF fez um caminho contrário, levando ele para uma prisão injusta. Hoje, a PF escoltou ele para votar e voltar a ser presidente deste país“, disse Janja no vídeo postado em seu Twitter.

Lula foi preso em abril de 2018, condenado a 12 anos de prisão por corrupção ativa e lavagem de dinheiro, crimes investigados na Operação Lava Jato, comandada pelo ex-juiz, Sérgio Moro.

O ex-presidente foi solto em 2019, após o Supremo Tribunal Federal decidir anular as investigações de Moro, entendendo que sua atuação no caso foi parcial. Em 2022, o caso foi oficialmente arquivado pela Justiça Federal do DF, que alegou que não seria possível terminar de apurar o caso antes que o crime prescrevesse.

Como candidato a presidente, Lula contou com a escolta e proteção da Polícia Federal durante todo o período de campanha, incluindo no momento de ida até o local de votação, como disse Janja.

Publicidade

Hoje eu tenho certeza de que nós vamos virar uma página triste da história, o Brasil vai voltar a sorrir“, afirmou Janja que conclui o vídeo dizendo crer em uma vitória do marido já no primeiro turno.

 

Publicidade