SEM BATER O MARTELO

Bolsonaro diz que deve ir ao debate neste domingo; ‘Vou ser fuzilado’

Presidente disse que ainda não está decidido, mas já tem estratégias de como participar e questionar adversários.

Repercussões das entrevistas do JN não parecem ter aproximado Bolsonaro de Lula na intenção de votos. (Créditos: Mateus Bonomi/Getty Images)

Em entrevista ao programa Pânico, da Jovem Pan, o presidente e candidato à reeleição, Jair Bolsonaro (PL) disse que ainda não ‘bateu o martelo, mas deve ir ao debate promovido pela Band neste domingo.

Publicidade

O candidato disse que tem certeza de que será um ‘alvo compensador’ para seus concorrente se for ao debate. “Vou ser fuzilado, né? Vão atirar em mim o tempo todo“, disse.

Ainda assim, Bolsonaro contou na entrevista que repensou sua decisão e agora acredita que deve sim participar do debate no domingo e que já conta com uma estratégia.

As respostas vão ser simples. No tocante a responder, não devo nada. Então é tranquilo responder essas acusações que fizeram ao longo do tempo todo, nas mídias, em especial, no tocante à Covid“, disse o candidato.

Bolsonaro participou da rodada de entrevistas com os principais candidatos à presidência no Jornal Nacional essa semana, quando foi sabatinado por Willian Bonner e Renata Vasconcellos. A entrevista foi mal recebida pelo público por seu tom acalorado e temperamental por parte dos entrevistadores, principalmente Bonner, o que foi benéfico para o atual presidente.

Publicidade

Em compensação, a participação de Lula (PT) no JN foi marcada por um comportamento mais contido dos entrevistadores e uma boa oratória por parte do candidato, o que voltou a equilibrar o jogo entre os dois.

Publicidade