Claro, Vivo e TIM arrematam principal faixa de frequência no leilão do 5G

Empresas poderão ofertar internet móvel em todo o território nacional na faixa de 3,5 GHz, a mais comum no mundo para oferta do 5G

Claro, Vivo e TIM arrematam principal faixa de frequência no leilão do 5G
5G deve trazer mais velocidade para a internet móvel e proporcionar maior conectividade entre dispositivos (Crédito: Sean Gallup)

Os três lotes na faixa de 3,5 GHz (gigahertz) foram arrematados pela Claro, Vivo e TIM nesta quinta-feira (4). No leilão do 5G, realizado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a faixa era considerada a principal.

Publicidade

A faixa de 3,5 GHz foi a segunda faixa a ser licitada no leilão, que começou nesta quinta e deve terminar na sexta-feira. A empresa Winity II Telecom Ltda arrematou a primeira frequência leiloada – a faixa de 700 MHz – por R$ 1,427 bilhão e tem o direito de oferecer o serviço em todo o território nacional.

O leilão do 5G começou pelos blocos de 700 MHz, depois pelos da faixa de 3,5 GHz; de 2,3 GHz; e terminará com os de 26 GHz. Ao todo serão 183 lotes distribuídos nas quatro faixas, cada uma conta com uma finalidade diferente e a expectativa do governo é que atraiam empresas variadas no leilão.

No leilão da faixa de 3,5 GHz, os lances vencedores foram:

Publicidade
  • Lote B1 – vencedora Claro – R$ 338 milhões – ágio de 5,18%
  • Lote B2 – vencedora Vivo – R$ 420 milhões – ágio de 30,69%
  • Lote B3 – vencedora TIM – R$ 351 milhões – ágio de 9,22%

O edital do leilão do 5G previa ainda a oferta de um quarto lote na faixa de 3,5 GHz, com abrangência nacional. Entretanto, não houve lance, segundo informações do portal de notícias G1.

Relevância da faixa de 3,5 GHz

A faixa de frequência de 3,5 GHz é a mais usada no mundo para a distribuição do 5G com foco nos consumidores finais e na indústria. Além disso, ela é exclusiva para essa finalidade, com capacidade de transmissão de altíssima velocidade. A frequência é considerada ideal para atender áreas urbanas.

Segundo o Ministério das Comunicações, o 5G deve trazer mais velocidade para a internet móvel, proporcionar maior conectividade entre dispositivos com menor tempo de resposta e permitir que mais dispositivos acessem a rede ao mesmo tempo.

Publicidade