Desmatamento

Estudo aponta que Brasil perdeu quase um estado do RJ em vegetação nativa em 3 anos

De acordo com o documento, houve um aumento de 20% em relação ao ano anterior, que teve 16. 557 km² de vegetação nativa destruídos.

estudo-aponta-que-brasil-perde-quase-um-estado-do-rj-em-vegetacao-nativa-em-3-anos
Desmatamento na Amazônia (Créditos: Victor Moriyama/Getty Images)

Entre os anos de 2019 e 2021, o Brasil perdeu o equivalente a uma área de 42 mil km² de vegetação nativa, o que equivale a quase um estado do Rio de Janeiro. O dado foi divulgado nesta segunda-feira (18), no Relatório Anual de Desmatamento no Brasil, do MapBiomas.

Publicidade

De acordo com o documento, houve um aumento de 20% em relação ao ano anterior, que teve 16. 557 km² destruídos. A cada quatro km² desmatados no Brasil no ano passado, um foi no estado do Pará.

“Com uma média diária de 191 novos eventos, a área de desmatamento por dia em 2021 foi de 4.536 hectares —ou 189 hectares por hora”, aponta o relatório. Com base em alertas de desmatamentos, que totalizam 69.796, feitos em 2021 pelo Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter), do Instututo Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O MapBiomas encontrou irregularidades em 98,6% dos casos de desmatamento, ao cruzar os dados com as áreas protegidas, autorizações e CARs (Cadastro Ambiental Rural). A análise apontou que 77% da área total desmatada está em imóveis rurais cadastrados no CAR. “Isso significa que, em pelo menos 3/4 dos desmatamentos, é possível encontrar um responsável”, diz o MapBiomas.

O relatório também apontou  que a agropecuária é o setor que mais destrói vegetação nativa no país, com 97,8% de incidência. Em segundo lugar, aparece o setor do garimpo, com 0,6%. Os números do relatório apontam também que a Amazônia foi a que mais perdeu vegetação nativa no Brasil nos últimos três anos.

Publicidade

Publicidade