TSE pede união da Justiça Eleitoral para garantir sucesso das eleições

“Nosso objetivo, é garantir que os resultados do pleito eleitoral correspondam à vontade legítima dos eleitores”, afirmou o presidente do TSE, ministro Edson Fachin

TSE pede união da Justiça Eleitoral para garantir sucesso das eleições
Ministro Edson Fachin, presidente do TSE (Créditos: Marcello Casal/Agência Brasil)

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, pediu hoje (8) que a Justiça Eleitoral em todo o país trabalhe de forma coordenada para garantir o sucesso das eleições de outubro. 

Publicidade

Durante reunião com os presidentes dos tribunais regionais eleitorais da Região Sudeste, Fachin pediu a união dos órgãos para os desafios que serão enfrentados durante o pleito e a campanha eleitoral, como o combate à desinformação e à violência de gênero na política, além da manutenção das urnas eletrônicas e a prevenção contra ataques cibernéticos.

No discurso de abertura do encontro, Fachin disse que a maior preocupação do TSE é garantir a paz e a segurança dos eleitores.

“Não vamos aguçar o circo de narrativas conspiratórias das redes sociais, nem animar a discórdia e a desordem, muito menos agendas antidemocráticas. Nosso objetivo, é garantir que os resultados do pleito eleitoral correspondam à vontade legítima dos eleitores”, afirmou.

O primeiro turno será realizado no dia 2 de outubro, quando os eleitores vão às urnas para eleger presidente da República, governadores, senadores, deputados federais, estaduais e distritais. Um eventual segundo turno para a disputa presidencial e aos governos estaduais será em 30 de outubro.

Publicidade

* Com informações do TSE 

(Agência Brasil)

Publicidade