Audi retorna à produção no Brasil

Ela vai fabricar os modelos Q3 e Q3 Sportback com motor TFSI de dois litros na fábrica de São José dos Pinhais

audi-retorna-a-producao-no-brasil
Audi (Crédito: Agência Brasil)

A Audi do Brasil retornará à produção em sua fábrica de São José dos Pinhais, no estado do Paraná, Brasil, em meados de 2022. Os modelos selecionados para montagem são o Q3 e o Q3 Sportback, ambos com motor TFSI 2.0 litros e tecnologia quattro.

Publicidade

Esse motor é de 4 cilindros com injeção direta e turboalimentador, que fornece 35,5 kgm de torque e 231 cv de potência. Será a primeira vez que a Audi constrói no Brasil um modelo com tecnologia quattro, motor transversal e caixa de câmbio Tiptronic de oito marchas.

Vale destacar que o Q3 (apresentado em fevereiro de 2020) se tornou o Audi mais vendido no Brasil no primeiro ano. Ambas as versões incorporam a nova linguagem de design da série Q. Foi apresentada inicialmente no Brasil com o novo Q8. Um destaque na vista frontal é o singleframe com design octogonal.

O design de interiores segue a tendência dos demais modelos da marca. Tal como o A6, A7 e Q8, o novo Audi Q3 está equipado com o novo conceito MMI, no qual o ecrã táctil de 8,8 polegadas está ergonomicamente integrado no painel de instrumentos e inclina dez graus para o condutor.

O design espacial dentro do Audi Q3 é altamente variável. Os bancos traseiros podem ser movidos 150 milímetros para a frente no Q3 e 130 milímetros no Q3 Sportback como equipamento de série.

Publicidade

O porta-malas tem capacidade para 530 litros em ambas as variantes. O rebatimento das costas dos bancos aumenta a capacidade para 1.525 litros no Q3 e 1.400 litros no Q3 Sportback.

É importante lembrar que a história da produção da Audi no Brasil começou em 1999 com a primeira geração do A3 até 2006.

Em 2012, o governo brasileiro criou o Inovar-Auto, programa de subsídio para inovação tecnológica e fortalecimento da cadeia produtiva de veículos. Consequentemente, a Audi do Brasil decidiu voltar a fabricar no Brasil. A empresa investiu cerca de 150 milhões de euros na fábrica do Paraná para este fim.

Publicidade

A produção começou em 2015 com o A3 Sedan, o único modelo Audi no mundo com motor flex fuel até o momento. Funciona com gasolina, etanol ou ambos os combustíveis ao mesmo tempo.

Em 2016, a produção foi expandida para incluir o terceiro trimestre. O SUV foi fabricado até 2019, quando seu ciclo de vida chegou ao fim. A produção do Audi A3 Sedan também foi descontinuada com o final de seu ciclo de vida em 2020.

Além de confirmar a produção local, a Audi do Brasil e seus concessionários também aproveitaram para fazer um segundo anúncio: tratava-se da estratégia de eletrificação naquele país.

Publicidade

A partir de 2022, serão investidos mais de 20 milhões de reais (cerca de 3,5 milhões de dólares) para instalar postos de recarga de 150 kW em quase todas as concessionárias da marca. Essas estações de carregamento serão usadas para carregar, por exemplo, o Audi e-tron atingindo 80 por cento da capacidade em menos de 25 minutos.

*Texto publicado originalmente no site Parabrisas, da Editora Perfil Argentina

Publicidade