Torcedores do Athletico-PR protagonizam atos racistas na final da Copa do Brasil

As cenas racistas na Arena da Baixada não foram os únicos acontecimentos deploráveis: ônibus do Atlético-MG foi apedrejado e objetos jogados em campo

Torcedores do Athletico-PR protagonizam atos racistas na final da Copa do Brasil

A bela festa que a torcida do Athletico-PR fez na grande final da Copa do Brasil na noite desta quarta-feira (15), na Arena da Baixada, acabou sendo escondida por atos racistas. Alguns dos torcedores imitaram macacos e fizeram gestos em referência à cor da pele em direção à torcida do Atlético MG durante o jogo.

Publicidade

A jornalista da Rede Bandeirantes Bianca Molina acabou filmando os atos racistas da torcida na Arena da Baixada. É possível ver nos vídeos, torcedores do Furacão passando a mão no braço, em referência à cor da pele.

Uma mulher no camarote do estádio, em outro vídeo, faz uma imitação de macaco. Um torcedor do próprio Athletio subiu na grade que dá acesso ao local onde a mulher se encontrava, para questionar sua atitude.

Luiz Carlos de Oliveira, delegado da Delegacia Móvel de Atendimento ao Futebol e Eventos (Demafe), de Curitiba, afirmou que recebeu as imagens pelas redes sociais e vai investigar os casos ocorridos na noite de ontem.

-Vamos saber em que circunstâncias esses atos ocorreram e, primeiramente, identificar as pessoas e responsabilizá-los, se for o caso. Vimos que se tratava de torcedores do Athletico Paranaense, pois eles estavam com as camisas do clube.

Publicidade

O Athletico, no final da manhã desta quinta-feira, se pronunciou nas redes sociais. O Furacão divulgou uma nota dizendo que o “racismo é inaceitável e, mais do isso, criminoso” e que “o clube não medirá esforços para investigar os acontecimentos, identificar os responsáveis e repassar todas as informações às autoridades competentes”.