China envia ajuda para Ucrânia

Desde o início dos ataques russo à Ucrânia, chineses se recusaram a usar a palavra “invasão” em relação ao conflito

china-envia-ajuda-para-ucrania
Xi Jinping, presidente da China (Créditos: Lintao Zhang/Getty Images)

A China, um dos países que não condenou a invasão da Ucrânia pela Rússia, enviou nesta quarta-feira (9) ajuda para Ucrânia, de US$ 790 mil. Desde o início dos ataques russo à Ucrânia, chineses se recusaram a usar a palavra “invasão” em relação ao conflito.

Publicidade

Nesta terça-feira (8), o líder francês, Emannuel Macron, o presidente chines Xi Jinping e o alemão Olaf Scholz se reuniram. Nesta reunião, Jinping anunciou o envio de ajuda humanitária à Ucrânia, de acordo com o portal Correio Braziliense.

Além do auxílio financeiro, também serão enviados alimentos e outros itens de uso diário. O porta-voz diplomático chinês, Zhao Lijan, disse que a ajuda humanitária, enviada pela Cruz Vermelha chinesa, foi avaliada em 5 milhões de iuanes.

Entenda o conflito

Desde a quinta-feira (24), Vladimir Putin deu início ao conflito contra a Ucrânia ao bombardear regiões do país. A invasão contou com domínios por terra, mar e ar, após autorização do presidente russo.

Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia faça parte da OTAN, uma aliança criada pelos Estados Unidos. O presidente não deseja que uma base inimiga seja estabelecida próxima a seu território, uma vez que a Ucrânia faz fronteira com a Rússia. Esse foi um dos estopins para que Putin iniciasse os ataques.

Publicidade

Publicidade