Forças da Otan se preparam para longo prazo

O secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse que tropas ficarão na região do Leste Europeu

forcas-da-otan-se-preparam-para-longo-prazo
Secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg (Crédito: Omer Messinger/Getty Images)

Nesta quinta-feira (24), durante uma entrevista coletiva, o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg afirmou que as tropas que estão no Leste Europeu se preparam para ficar na região, devido as implicações da guerra na Ucrânia.

Publicidade

De acordo com a CNN, o secretário-geral da aliança disse que eles vivem uma nova realidade e um novo normal. “Estamos nos preparando para o longo prazo porque podemos dizer que a invasão russa na Ucrânia alterou nosso ambiente de segurança no longo prazo. É uma nova realidade, é o novo normal, e a Otan está respondendo à altura”.

Stoltenberg também relatou a reunião que foram dados aumento nos gastos de defesa de cada país-membro. Ainda, durante a cúpula em Bruxelas, na Bélgica, foi decidido que o apoio ao país ucraniano com novas armas de defesa, drones e equipamentos de assistência marítima e aérea, serão mantidos.

Em relação aos pedidos de ajuda do presidente Volodymir Zelenski, o secretário-geral da Otan disse que ele estão fazendo o possível. Stoltenberg complementou dizendo que países aliados fazem o que podem, mas que eles possuem a responsabilidade para que essa guerra não se expanda na Europa.

Conflito Rússia e Ucrânia

No dia 24 e fevereiro, o governo russo invadiu à Ucrânia e bombardeou regiões do país. Após várias ameaças Vladimir Putin autorizou os ataques por terra, ar e mar. Alguns dos motivos pelo qual esta invasão aconteceu é a aproximação da Ucrânia com o Ocidente.

Publicidade

O presidente da Rússia, Vladimir Putin não aceita que a Ucrânia entre para OTAN. Além disso, Putin quer aumentar o seu poder de influência na região. A Rússia e a Ucrânia já passaram por outros conflitos. Por mais que hoje, a Ucrânia seja independente sua relação com a Rússia não é totalmente resolvida.

“Os líderes da #OTAN se reuniram em um momento crítico para nossa segurança. Concordamos em fortalecer nossa dissuasão e defesa a longo prazo. Também concordamos em dar mais apoio à #Ucrânia e continuar a impor custos à #Rússia. A solidariedade transatlântica continua a ser vital.”

*Este texto contém informações retiradas da CNN Brasil.