Mãe ucraniana escreve nome e telefone na filha por medo de perdê-la na guerra

Atualmente, mãe e filha vivem seguras numa cidade do sul da França

mae-ucraniana-escreve-nome-e-telefone-na-filha-por-medo-de-perde-la-na-guerra
“Assinei com as mãos tremendo muito”, contou a mãe ucraniana (Crédito: Canva Fotos)

A artista e mãe ucraniana, Aleksandra Makoviy, divulgou nas redes sociais uma imagem comovente. Nos primeiros dias da invasão russa, Aleksandra escreveu nome e telefones, com uma caneta, nas costas de sua filha Vira, de 2 anos, com medo de que ela desaparecesse em meio à guerra.

Publicidade

“Eu estava tremendo nas primeiras horas”, contou a mãe. “Assinei com as mãos tremendo muito”, contou a mãe ucraniana. Makoviy também lembrou que escreveu as informações enquanto ouvia as primeiras explosões.

Refúgio na França

Makoviy e a filha Vira conseguiram sair da Ucrânia via Polônia, como milhões de outros refugiados da guerra. Agora, a família vive em uma cidade no sul da França. “Fomos recebidos por voluntários, recebemos moradia e fomos totalmente atendidos”, disse Aleksandra.

Ela contou ter recebido centenas de mensagens após a imagem de sua filha viralizar, com ofertas de ajuda e recados amorosos. “Como é que pode um mundo como este, de coisas boas, ter esse mal contínuo invadindo nossas cidades?”, desabafou Makoviy.

Entenda a invasão da Rússia na Ucrânia

O presidente Vladimir Putin ordenou uma invasão na Ucrânia no dia 24 de fevereiro. Desde então, o exército russo faz ofensivas por terra, ar e mar contra pontos estratégicos ucranianos, incluindo a capital Kiev e Kharkiv, segunda maior cidade do país.

Publicidade

Um dos fatores que desencadeou o conflito foi a possibilidade da Ucrânia entrar na OTAN, aliança militar do Ocidente. Uma das demandas da Rússia nas negociações sobre a guerra é que a Ucrânia se comprometa a nunca entrar na OTAN e na União Europeia. Moscou também exige que Kiev reconheça a independência das regiões separatistas de Donetsk e Luhansk, no leste ucraniano, e que a Crimeia faz parte da Rússia.

Putin argumenta que está realizando uma “operação especial” para proteger os russos que vivem em território ucraniano. Ao mesmo tempo, Putin também diz que a Ucrânia está sob controle estrangeiro e que não merece ser um país independente.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Sasha Makoviy (@aleksandra.mako)

Publicidade

 

Publicidade