Obama discursa na COP26 e critica Trump

O ex-presidente dos Estados Unidos faz apelo para um futuro mais seguro e com melhores condições climáticas

obama-discursa-na-COP26-e-critica-trump
Ex-presidente Barack Obama (Crédito: Pixabay)

O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama discursou na COP26 (26º Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas de 2021) e criticou Donald Trump. Seu discurso começou quando dizia estar ali para falar dos últimos seis anos, desde quando esteve na Conferência de Paris e afirmou “quando se trata de clima o tempo está acabando. ”

Publicidade

Durante seu discurso, Obama comentou que os progressos significativos foram feitos desde Paris, quando o objetivo era transformar o progresso em uma estrutura para um futuro com baixo carbono e que hoje, em Glasgow, está a promessa de mais progressos. “Não fizemos o suficiente para lidar com essa crise, temos que fazer mais. ” Essa é a ação que segundo, Obama precisa ser coletiva, de todos, pois quando se tem uma crise podemos nos unir para lutar.

De acordo com o ex-presidente, o governo americano está mais uma vez preparado para assumir a liderança. “Temos uma responsabilidade enorme e muito a fazer.” Ele mencionou que Biden tem planos de criar empregos, veículos elétricos, a primeira rede de carregamento elétrico, entre outras metas. “Tenho certeza que esse projeto será aprovado.” Todos esses planos possui o intuito de reduzir emissões de gases, custo de energia e fazer os EUA a atingir suas novas metas, a de redução de 52% das emissões de gases poluentes até 2030. Até 2035 o plano é cortar as emissões em até 80%.

Ainda em seu discurso, Obama falou que Paris mostrou que é possível o progresso, mas que a má notícia é que não estamos nem perto de onde deveríamos estar. “A maioria dos países não conseguiram cumprir com o plano que estabeleceram a seis anos e as consequências vão se tornando piores a cada dia.” Sua preocupação é que partes do mundo estão se tornando mais perigosas para viver e que as questões climáticas são uma questão de segurança.

Dentre alguns planos, está a redução do metano, que é uma das metas que vai ajudar muito, além do compromisso que 100 países fizeram em parar com o desmatamento. Muitas empresas também se dispuseram a ajudar na transição para uma energia mais limpa.

Publicidade

A segunda semana na COP26 em Glasgow na Escócia está agitada. Obama, também atacou o ex-presidente, Donald Trump pelos quatro anos de hostilidade ativa em relação a ciência e o clima e por ter tirado os EUA do Acordo de Paris, onde havia desempenhado um papel importante nas negociações. Além disso, Obama, criticou a China e a Rússia por estarem ausentes da COP26. Para ele essa decisão é “particularmente desanimadora”.

Publicidade