Prefeito de cidade na região de Luhansk é encontrado morto

Volodymyr Struk em 2014, era um defensor ativo da República Popular de Luhansk,de acordo com um conselheiro de ministério ucraniano

Prefeito de cidade na região de Luhansk é encontrado morto
A causa da morte de Volodymyr Struk, teria sido um ferimento de bala no coração (Crédito: Divulgação / /Twitter/Tanya Datsenko1)

Em meio a guerra que vem ocorrendo na Ucrânia, o prefeito da cidade de Kremmina, na região de Luhansk, Volodymyr Struk, foi encontrado morto nesta quarta-feira (2), de acordo com o portal local lb.ua.

Publicidade

O anúncio foi realizado por um conselheiro do Ministro de Administração Interna da Ucrânia, Anton Gerashchenko, em um canal de Telegram. “Um traidor da Ucrânia a menos”, disse. “Volodymyr Struk foi encontrado morto. Em 2014, ele era um defensor ativo da República Popular de Luhansk” (área separatista da Ucrânia reconhecida pelo presidente da Rússia Vladimir Putin, como independente).

Gerashchenko diz que m 1º de março recebeu uma declaração da esposa de Struk de que ele tinha sido sequestrado por indivíduos desconhecidos em um uniforme de camuflagem. A causa da morte teria sido um ferimento de bala no coração.

Cervejaria na Ucrânia é atacada

Durante um bombardeio russo que atingiu uma cervejaria na região de Luhansk,região separatista no leste da Ucrânia nesta quarta-feira (2), pelo menos um civil morreu. O ataque foi confirmado por Sergei Gaidai, chefe da administração militar regional de Luhansk: “Os invasores russos bombardearam a fábrica de cerveja Lisichansk, uma instalação muito estratégica. Um civil foi morto. Eles são indiscriminados; onde quer que atinjam, os civis sofrem.”

A causa da morte de Volodymyr Struk, teria sido um ferimento de bala no coração  (Créditos: Divulgação / Redes Sociais)

1 milhão de refugiados da guerra na ucrânia

Cerca de 1 milhão de refugiado conseguiram deixaram o território da Ucrânia desde o início da invasão russa, disse o alto comissário da ONU para Refugiados, Filippo Grandi, em um tweet na noite de quarta-feira (2).

Publicidade

“Em apenas sete dias, testemunhamos o êxodo de 1 milhão de refugiados da Ucrânia para países vizinhos”, disse Grandi. “Para muitos outros milhões, dentro da Ucrânia, é hora de silenciar as armas, para que a assistência humanitária que salva vidas possa ser fornecida”, acrescentou.

A causa da morte de Volodymyr Struk, teria sido um ferimento de bala no coração (Créditos: Sean Gallup/Getty Images)

Publicidade