Fale conosco

O que vc está procurando?

Saúde

Supermercados e shoppings do Rio usarão estacionamentos para vacinação

supermercados-e-shoppings-do-rio-usarao-estacionamentos-para-vacinacao

O governo do Rio de Janeiro e as associações de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (Asserj) e Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) assinaram acordo de cooperação para transformar os espaços dos estacionamentos dos estabelecimentos em ambientes seguros para a vacinação extra muro contra a covid-19.

“Sem vocês, sem o diálogo com as empresas, o Rio de Janeiro não estaria na situação hoje de retomada consciente da economia”, disse o secretário de estado da Casa Civil, Nicola Miccione. Ele explicou que a ideia é trazer o estado para a liderança no processo de recuperação da vida social e econômica “tão afetada e transformada nos últimos meses”. 

O secretário assegurou que o estado está preparado para a campanha de vacinação contra a covid-19, que começa ainda hoje (18).

Para Miccione, o Rio de Janeiro se preparou com uma grande logística para distribuição da vacina para todos os municípios. “Essa logística foi colocada em prática desde sábado (16), com a distribuição de 5,5 milhões de seringas e agulhas, permitindo que a vacina e as seringas estejam disponíveis no mesmo momento, garantindo início de vacinação de forma igualitária a todos os cidadãos nessa fase de vacinação”. 

Todas as secretarias foram mobilizadas, para que a vacinação ocorra sem problemas. 

Nicola Miccione informou que o governador em exercício Claudio Castro decidiu que a prioridade na vacinação “é todo o estado”, sem distinguir município pelo tamanho ou pela distância. “Todo cidadão fluminense tem o mesmo valor para o governo e todos serão vacinados”, disse.

Parceria

A subsecretária de Vigilância em Saúde, Claudia Mello, ressaltou que a parceria público-privada vai possibilitar ambientes seguros para a vacinação da população. Segundo Claudia, a população precisa se conscientizar que a vacinação é segura e que, enquanto se vacina, ela se protege como cidadã e também coletivamente.

O conselheiro da Abrasce Wander Giordano salientou a importância do momento para o estado do Rio de Janeiro, que considerou “único e histórico”. Disse que os recursos da iniciativa privada vão gerar condições para “termos um sistema público de saúde melhor no futuro, e repensarmos esse modelo. É hora de estarmos unidos”. 

Giordano disse que os shoppings estarão à disposição. “Vamos tornar esse processo mais célere para que a vida volte ao seu curso normal”. 

A Abrasce vai fornecer uma lista de locais disponíveis para a logística, que serão vistoriados pelos técnicos da Secretaria de Estado de Saúde.

O presidente da Asserj, Fábio Queiróz, informou que os supermercados vão colocar à disposição 180 estacionamentos em todo o estado para que possam ser usados para aplicação da vacina, dos quais 110 estão na capital. “A vacinação representa, para a gente, o fim da pandemia”, disse.

Fábio Queiróz lembrou que os supermercados, produtores, distribuidores, transportadores e indústrias garantiram o abastecimento da população. Nos mais de dez meses de pandemia, lembrou que não houve desabastecimento, não houve saques, não houve aglomeração nas lojas. 

Queiróz disse que o acordo com o governo vai permitir vacinar mais rapidamente a população.

Agência Brasil