Empoderamento

Número de candidaturas negras é o maior das últimas 3 eleições

A autodeclaração de raça dos candidatos começou a ser feita no pleito de 2014.

Número de candidaturas negras é o maior das últimas 3 eleições
Léo Péricles, candidato à Presidência da República pela União Popular (Crédito: Reprodução/Site Unidade Popular)

A eleição de 2022 apresenta o maior número de candidaturas negras em comparação às últimas duas eleições no Brasil. A autodeclaração de raça dos candidatos começou a ser feita no pleito de 2014. A soma de pretos e pardos para as eleições de 2022 chega a 49,49% dos candidatos.

Publicidade

Em 2018, 46,5% dos candidatos se declararam negros ou pardos, e em 2014, 44,24%. Estes dados foram retirados do registro oficial de candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Desde que a autodeclaração entrou em vigor, esta é a primeira vez que o número de candidatos negros supera o de candidatos brancos em uma eleição geral.

Para 2022, 48,93% dos candidatos se declaram brancos. Em 2018, foram 52,46% e, em 2014, 54,98%.

É bom salientar que estes números são referentes às eleições gerais, quando o eleitor vota para presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual (ou distrital no caso do DF). Porém, em 2020, ano de eleições municipais, o número de candidaturas negras também ultrapassou o de candidaturas brancas, com 49,9% a 47,8%, respectivamente.

Publicidade