gastos de campanha eleitoral

Quanto custam as viagens de avião dos candidatos à presidência

Soraya Thronicke foi a que mais gastou com a modalidade de transporte até o momento, os números ainda podem mudar com a prestação de contas finais ao TSE.

Apenas 4 candidatos viajaram com voos fretados durante a campanha. (Créditos: Bruce Bennett/Getty Images)

De acordo com dados fornecidos ao TSE até o dia 13 de setembro, os candidatos a presidente já gastaram R$3,9 milhões com viagens de aviões fretados durante a campanha eleitoral para 2022.

Publicidade

As informações foram fornecidas pelos candidatos ao Tribunal Superior Eleitoral e estão disponibilizadas no Portal de Divulgação de Contas do TSE. Após o fim do período eleitoral, a informação de todos os gastos dos candidatos deve ser fornecida ao Tribunal, o que significa que o dinheiro usado com viagens aéreas pode se revelar ainda maior.

O TSE tem informações apenas dos candidatos Luís Inácio Lula da Silva (PT), Soraya Thronicke (União Brasil), Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB), que usaram aviões fretados. Jair Bolsonaro (PL) viajou em aviões da Força Aérea Brasileira, devido ao seu exercício da função de presidente. Outros candidatos, como Léo Péricles (UP) e Felipe D’Ávila (Novo) viajaram com passagens compradas de companhias aéreas.

De acordo com a apuração feita pelo UOL, Soraya foi a candidata que mais gastou com essa modalidade de transporte, foram R$ 1,75 milhão. Ciro Gomes aparece com o segundo menor gasto de R$ 1,36 milhão. Lula e Tebet foram os que menos gastaram, os voos do petista custaram R$787 mil, enquanto a ex-senadora gastou R$110 mil.

Publicidade