votação dos candidatos

Soraya Thronicke, Felipe D’Ávila e Padre Kelmon votam; confira!

No dia das eleições, Soraya Thronicke, Felipe D’Ávila e Padre Kelmon exerceram seus direitos em seções eleitorais e posaram para fotos

Soraya, Felipe e Padre votam nas eleições
Soraya Thronicke, Felipe D’Ávila e Padre Kelmon votando (Créditos: Divulgação, Reprodução Band, Reprodução CNN)

Neste domingo (02), os candidatos Soraya Thronicke (União Brasil), Felipe D’Ávila (Novo) e Padre Kelmon (PTB) foram às urnas para exercer suas escolhas para o futuro do país. Em locais diferentes, todos posaram para fotos, conversaram com jornalistas e movimentaram o dia de eleições.

Publicidade

Para começar, Soraya Thronicke foi até Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e realizou a votação na Escola Municipal Professor Arassuay Gomes de Castro, na rua São Vicente de Paula, 620, Vila Manoel da Costa Lima. A ida da senadora ao local se deu por volta das 11h (horário de Brasília).

Eu andei pelo Brasil inteiro nessa campanha, comecei a minha campanha aqui e hoje aqui de novo, em Campo Grande, para votar, para exercer o meu papel, antes de candidata, antes de senadora, meu papel de cidadã“, comentou Soraya em entrevista coletiva.

Pouco tempo antes, Felipe D’Ávila votou no colégio Santa Catarina da Sena, na rua Manoel da Nóbrega, 307, Paraíso, em São Paulo. No entanto, em contato com os jornalistas presentes no local, o candidato à presidência negou que vá apoiar qualquer outro rival em possível segundo turno.

Publicidade

Como já venho dizendo, eu não vou apoiar nenhum dos dois populistas. Toda a nossa campanha é para dar uma alternativa ao brasileiro que não seja populista“, disse Felipe D’Ávila na saída do colégio Santa Catarina da Sena.

Para fechar a lista, Padre Kelmon viajou para Salvador, na Bahia, e marcou presença na Escola Adroaldo Ribeiro Costa, na rua Nossa Senhora do Resgate s/nº, no bairro Fim de Linha. Após o voto, o candidato conversou com os repórteres.

Todo político também se diz cristão, todo político não precisa de orientação?“, limitou-se a dizer Padre Kelmon em rápido contato com jornalistas presentes no local da votação.

Publicidade