integrantes do 3º mandato

Quem são os nomes cotados para ministérios de Lula?

Presidente eleito prometeu criar 13 ministérios em seu novo mandato; veja os cotados.

quem-sao-os-nomes-cotados-para-ministerios-de-lula
(Crédito: Getty Images)

Durante sua campanha nas eleições 2022, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prometeu criar 13 ministérios em seu novo mandato. Ele deve começar a definir a partir desta semana os nomes de seus futuros ministros.

Publicidade

Em discurso na campanha, o petista já listou quais serão os ministérios criados. Lula indicou que recriará ministérios como os do Planejamento, Fazenda e Pequenas Empresas (fundidas pela Economia); Igualdade Racial, Direitos Humanos e Mulher (unificados no ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos); Previdência Social, Segurança Pública e Povos Originários (área hoje subordinada à Justiça), além de Pesca (hoje anexada à Agricultura) e Cultura (que passou a integrar a estrutura do Turismo).

Ainda não se sabe quem vai para qual cargo, mas a aposta do entorno de Lula é que ele se cercará de ex-governadores de partidos aliados.

As maiores especulações são sobre quem comandará a área econômica. São cotados o deputado Alexandre Padilha (PT), o senador eleito Wellington Dias (PT) e o senador Jaques Wagner (PT) –esse, porém, diz que prefere cumprir tarefas do novo governo no Senado.

Além disso, existe uma expectativa, pelo menos do mercado,  sobre a possibilidade de Henrique Meirelles (União Brasil) assumir o ministério da Fazenda

Publicidade

Já na área do agronegócio, o nome de Simone Tebet é um dos mais cotados para assumir a pasta. Ela assumiu papel de protagonismo na campanha de Lula na reta final, após anunciar apoio ao petista. Tebet  já disse que pode contribuir na área de educação e agricultura, mas ressaltou não precisar de cargo para isso. Lula, por sua vez, afirmou precisar de Tebet para “construir e reconstruir o Brasil”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Publicidade

Uma publicação compartilhada por Simone Tebet (@simonetebet)

Lula deve contar com outros políticos que já atuaram em seus governos e com quem ele mantém relação de confiança até hoje, como no caso de Fernando Haddad, Gleisi Hoffmann e Aloizio Mercadante. Os três são cogitados para Casa Civil.

Publicidade

Cotada para o ministério do Meio Ambiente, Marina Silva (Rede) volta ao cenário político de Brasília. Ela foi eleita deputada federal por São Paulo e é uma antiga aliada do PT no setor.  Ocupou a pasta entre 2003 e 2008, durante dois mandatos do governo Lula (2003-2010).

No âmbito das relações internacionais, nome do ex-ministro Celso Amorim é considerado para representar novamente o governo do petista. Ele oi ministro das Relações Exteriores entre 2003 e 2010, na gestão Lula na presidência. Entre 2011 e 2015, também foi ministro da Defesa do governo Dilma.

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.