GERAÇÃO DE EMPREGOS

Simone Tebet defende parcerias público-privadas para gerar empregos

Tebet disse que, se for eleita, vai colocar a educação como prioridade nacional pela primeira vez.

Candidata quer criar maior programa de PPP do Brasil (Créditos: Flickr/Simone Tebet)

Em campanha no centro de Curitiba, no famoso ponto conhecido como Boca Maldita, na manhã desta segunda-feira (22), a candidata do MDB à Presidência da República, Simone Tebet, propôs a realização de parcerias público-privadas (PPPs) para a gerar empregos e desenvolver a infraestrutura do país. Simone citou um plano nacional para estradas e ferrovias.  

Publicidade

O Brasil precisa voltar a crescer, gerar emprego e renda, e isso só se faz com parceria com a iniciativa privada. Nós estamos aqui no Paraná, que é um exemplo típico do que o Brasil precisa. De um estado rico, que é o segundo maior produtor de grãos, mas que depende de logística, depende de ferrovias, de estradas duplicadas“, disse acrescentando que, se eleita, fará o maior programa de logística de parceria, de PPPs, de ferrovias e rodovias do Brasil.

Sobre a expectativa para o início do horário eleitoral obrigatório em rádio e televisão na próxima sexta-feira (26), a presidenciável disse que a oportunidade “é extremamente positiva” e pretende se apresentar como alguém diferente. “As pesquisas mostram que nós estamos diante de uma eleição, a eleição mais atípica e estranha da história do Brasil, onde nós temos os dois que pontuam que são os dois mais rejeitados. Então é o momento de nós nos apresentarmos ao Brasil. É uma mulher pra falar do Brasil que nós queremos pros nossos filhos, pros nossos companheiros e sem dúvida nenhuma não é nada do que está aí”, ressaltou.

A candidata acrescentou que entre os pontos que vai apresentar está um projeto que “erradica a miséria” e, pela primeira vez, segundo ela, vai colocar a educação como prioridade nacional.

Ainda em defesa de uma maior representação de mulheres na política, Simone Tebet apresentou uma meta: “queremos ter 30% de mulheres eleitas neste ano, o que não é suficiente, mas já representa o dobro dos atuais 15% que participam da vida política nacional”, destacou.

Publicidade

Ainda nesta segunda-feira a candidata emedebista  visita uma empresa em Colombo, na região metropolitana, e retorna a Curitiba para visitar um comitê de campanha. Ela também concederá entrevista a uma emissora de São Paulo.

Confira a agenda dos candidatos à Presidência da República para esta segunda-feira.

Publicidade