Ceará cria passaporte vacinal para entrada em restaurantes, bares e eventos

A reunião do comitê que delibera as ações de combate à pandemia ocorreu na manhã desta sexta

Ceará cria passaporte vacinal para entrada em restaurantes, bares e eventos
Créditos: Canva

O Governo do Ceará passará a cobrar, a partir da segunda-feira (15), ‘passaporte de vacina’ contra a Covid-19 para a entrada em bares, restaurantes e eventos. A exigência foi anunciada em transmissão ao vivo, nesta sexta-feira (12), pelo governador Camilo Santana (PT). 

Publicidade

Com essa determinação, não haverá, a partir de segunda-feira (15), restrições de horários para entrada e saída e funcionamentos em restaurantes e bares no Ceará. Até este fim de semana, os estabelecimentos comerciais só podem funcionar até 3h.

Pelas nova regras, as pessoas precisarão comprovar ter completado o esquema vacinal por meio do passaporte de vacinação com duas aplicações ou dose única para a entrada nestes espaços, segundo Diário do Nordeste.  

Durante a live, Camilo governador do Ceará disse que “114 municípios cearenses já aplicaram mais de 80%” das doses recebidas. No entanto, a recusa pelo imunizante pode estar impactando a cobertura vacinal no Estado. 

Ele fez um apelo para que as pessoas se vacinem e para que os gestores municipais realizem campanhas de conscientização.

Publicidade

Nesse contexto, afirmou, o Comitê de Enfrentamento à Pandemia no Ceará decidiu pela apresentação do comprovante de imunização contra a doença para a entrada em restaurantes, bares e eventos. 

Estamos, de forma oficial, implementando a exigência do passaporte para ingresso, no Ceará, para estabelecimentos como restaurantes, bares e eventos”, comunicou. 

Confira abaixo a íntegra da transmissão ao vivo

Publicidade

No último decreto restritivo, em vigor desde 1º de novembro, houve a ampliação dos eventos realizados no Ceará. Foi ampliada a capacidade de público em eventos sociais, culturais e corporativos em quatro fases, que seguem até 31 de dezembro, porém com a apresentação do passaporte vacinal.

Outra mudança foi a permissão para pista de dança em eventos, “desde que seja em espaço reservado, acessível apenas para maiores de 12 anos, com esquema vacinal completo e que estejam utilizando máscara”.

O Ceará registrou, desde o início da pandemia, 24.538 óbitos pela doença e 948.112 casos confirmados, segundo a Secretaria da Saúde. Em 2021, o mês com mais mortes foi abril: 3.813; em outubro foram 61 óbitos.

Publicidade

Confira a declaração do Governador do Ceará sobre o passaporte vacinal e a entrada em restaurantes e eventos

Publicidade