caso chocante

Famílias de brasileiros achados mortos nos EUA fazem campanhas para translado dos corpos

De acordo com a imprensa local, a suspeita é de que Luiz Castro Júnior, de 44 anos, tenha esfaqueado a esposa e cometido suicídio em seguida. 

atualizar-casal-de-brasileiros-mortos-eua
Aline de Lima Ferreira Castro, de 38 anos, e Luiz Castro Júnior, de 44 anos, eram moradores de Massachusetts (Crédito: Reprodução)

As famílias dos brasileiros encontrados mortos nos EUA estão fazendo uma campanha na internet para ajudar a custear o translado dos corpos. Aline de Lima Ferreira Castro, de 38 anos, e Luiz Castro Júnior, de 44 anos, eram moradores de Votuporanga (SP), mas viviam há oito anos com os filhos no estado de Massachusetts.

Publicidade

De acordo com a imprensa local, a suspeita é de que Luiz tenha esfaqueado a esposa e cometido suicídio em seguida.

Segundo uma publicação feita pelo Departamento de Polícia de Barnstable, equipes receberam uma chamada de um possível caso de assalto, por volta de 3h de sexta-feira (2), e foram até a residência.

“Após a investigação, foi determinado que um homicídio e um suicídio haviam ocorrido na casa, e a Unidade de Detetives da Polícia Estadual de Massachusetts foi chamada ao local. O crime foi isolado na residência em Murray Way, e não há perigo para o público enquanto a investigação continua”, diz a postagem.

Em nota, o Itamaraty informou o que Consulado-Geral (Embaixador Benedicto Fonseca) já havia entrado em contato com familiares  dos mortos e outros envolvidos, no Brasil e nos EUA, bem como com advogado e psicólogo, e se assegurado do bem-estar dos menores, que não se encontram em orfanato (o local exato da localização das crianças não foi informado).

Publicidade

“O Itamaraty continua acompanhando o caso e prestando a assistência consular necessária, em conformidade com os tratados internacionais vigentes e com a legislação local”, informou.

 

 

Publicidade