Meio Ambiente

Governo exonera diretor de Proteção Ambiental do Ibama

Agora, segundo o Ibama, Samuel Souza vai trabalhar como assessor especial do ministro do Meio Ambiente.

governo-exonera-diretor-de-protecao-ambiental-do-ibama
O ex-diretor de Proteção Ambiental do Ibama Samuel Souza (Créditos: Valter Campanato/Agência Brasil)

O diretor de Proteção Ambiental do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), Samuel Souza, foi exonerado nesta quarta-feira (17). Um novo nome ainda não foi indicado ao setor.

Publicidade

A decisão, assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, foi publicada no “Diário Oficial da União” desta quinta (18).

Segundo o Ibama, Souza assumirá novo cargo. Ele trabalhará como assessor especial do ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, em um grupo de trabalho de combate ao “comércio ilegal de produtos florestais”. 

Veja a íntegra do texto do Ibama:

“O Ibama informa que o ex-diretor fará parte, como assessor especial do Ministro do Meio Ambiente, do grupo de trabalho co-presidido pelo ministro Joaquim Leite, pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, e pelo enviado especial americano para o Clima, John Kerry, para o combater o comércio ilegal de produtos florestais e com o objetivo de alcançar resultados imediatos no combate aos crimes nacionais e internacionais de tráfico de animais silvestres, mineração ilegal e comércio ilegal de madeira, bem como bloquear o uso dos sistemas financeiro e comercial internacionais associados a atividades ilegais com produtos florestais.”

Publicidade