Acidente durante festival

Mulher de 31 anos passa por cirurgia após ser atingida por um drone em show

O Grupo R2, responsável pelo festival, pronunciou-se dizendo que o drone pertencia a banda que estava se apresentando no momento do acidente, e que eles não tinham autorização para operar o voo.

Mulher de 31 anos passa por cirurgia após ser atingida por um drone em show
Após ser atingida por um drone em uma região sensível do rosto, a vítima precisou operar (Crédito: Reprodução/ Tv Globo)

Uma mulher de 31 anos, identificada como Nathália Nina, foi atingida por um drone durante um show no Setor de Clubes Sul, no Distrito Federal, e precisou passar por cirurgia. O caso aconteceu no festival “Na Praia”, neste sábado (23).

Publicidade

Em entrevista para a TV Globo, a vítima afirmou que já tinha percebido que o drone estava voando muito baixo e por isso ela se afastou do equipamento algumas vezes. “Mudamos de lugar três vezes. Ficamos mais ou menos na direção de umas palmeiras decorativas do evento, porque sairíamos um pouco da rota de voo”, disse Nathália. Ela acabou sendo atingida mesmo assim. “Eu vi o drone colidindo com essa árvore e vindo na direção do meu rosto. Eu ainda tive o reflexo de abaixar a cabeça, mas pegou no meu rosto”, comentou. “Fui avaliada por três médicos, que acharam melhor eu passar pelo procedimento com o cirurgião plástico, por ser uma área muito sensível e que poderia afetar a estética também”, complementou.

O Grupo R2, responsável pelo festival, pronunciou-se dizendo que o drone pertencia a banda que estava se apresentando no momento do acidente, e que eles não tinham autorização para operar o voo. No entanto, a banda Mingana Que Eu Gosto disse em nota: “Durante a filmagem do nosso show, o drone que contratamos perdeu o sinal e acertou uma pessoa. Precisamos ressaltar que contratamos um profissional habilitado e com experiência e equipamento adequado”.