STF dá 5 dias para Saúde explicar documento antivacina

No documento, a secretaria também afirma que a hidroxicloroquina é eficaz contra a Covid

stf-da-5-dias-para-saude-explicar-documento-antivacina
Angotti (no meio) é secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos no Ministério da Saúde. (Crédito: Agência Senado)

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, determinou que dentro de cinco dias o secretário Helio Angotti Neto, responsável pela área de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, deve explicar o documento que contraria a eficácia das vacinas.

Publicidade

No documento, a secretaria também afirma que a hidroxicloroquina é eficaz contra a Covid – algo que não tem respaldo científico.

Rosa Weber determinou ainda que o secretário se manifeste sobre a ação do partido Rede que, além de contestar a nota técnica, pede para que ele deixe o cargo.

Ao Supremo, a Rede afirmou que a nota técnica é “claramente contrária ao consenso científico internacional e afronta os princípios da cautela, precaução e prevenção – que deveriam ser o norte da bússola de qualquer gestor público no âmbito do enfrentamento de uma pandemia”.

Após diversas críticas, o Ministério da Saúde retirou nesta quarta (26) a tabela do documento que dizia que as vacinas não são seguras e que a hidroxicloroquina é eficaz para a Covid. Contudo, o texto mantém a defesa do uso dos medicamentos do “kit Covid”, comprovadamente ineficazes.

Publicidade

A nova nota técnica foi publicada no site da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias (Conitec).

Leia na íntegra a nova nota do Ministério da Saúde.