Inflação que Cresce

Banco Central dos EUA admite risco de recessão por alta da taxa de juros

Powell afirmou que os EUA têm a estrutura necessária para resistir a mudanças no seu mercado interno, mas não pode segurar a queda da oferta global de commodities.

Banco Central dos EUA admite risco de recessão por alta da taxa de juros
O mercado mundial enfrenta crise na oferta de commodities (Crédito: Samuel Corum/Getty Images)

O presidente do Federal Reserve (Fed – Banco Central dos EUA), Jerome Powell, reconheceu, nesta quarta-feira (22), o risco de uma recessão atingir o país por conta da alta na taxa de juros. Segundo Powell, a instabilidade internacional sobre commodities está fora do controle dos Estados Unidos.

Publicidade

Powell destacou ainda a necessidade de diminuir a aceleração inflacionária que atinge os EUA. Na quarta-feira da semana passada (17), diante do Comitê Bancário do Senado estadunidense, o presidente do Banco Central dos EUA justificou o aumento de 0,75% nos juros do país. O valor que hoje varia entre 1,5% e 1,75%, é a maior escalada individual desde 1994.

A partir de maio deste ano, quando registrou uma inflação de 8,6% no acumulado de 12 meses, os EUA vêm adotando medidas para frear o consumo, porém isto não está surtindo o efeito desejado. Essa inflação registrada é a maior em 40 anos para o país.

Powell afirmou que os EUA têm a estrutura necessária para resistir a mudanças no seu mercado interno, mas não pode segurar a queda da oferta global de commodities por conta do conflito na Ucrânia e da pandemia de Covid-19.

 

Publicidade