Holanda tem protesto contra restrições e deixa pessoas feridas

Os protestos foram uma forma de dar uma resposta às restrições contra a Covid-19 e aos planos do governo

Holanda tem protesto contra restrições e deixam pessoas feridas
De acordo com a imprensa holandesa, muitos dos manifestantes que gritavam, “liberdade” (Créditos: Dean Mouhtaropoulos/Getty Images)

Na Holanda, em Roterdã, várias pessoas ficaram feridas por tiros policiais nesta sexta-feira (19), logo depois que manifestantes contrários às novas medidas anticovid-19 do governo queimaram um veículo da polícia e atiraram pedras contra as forças de segurança.

Publicidade

Muitas pessoas foram detidas e sete ficaram feridas, entre elas policiais, enquanto ocorria o protesto em uma rua comercial do Porto de Roterdã, segundo as autoridades.

Os protestos foram uma forma de dar uma resposta às restrições contra a Covid-19 e aos planos do governo de limitar o acesso de pessoas que não se vacinaram a alguns lugares públicos.

O primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, comunicou há uma semana a volta de um lockdown parcial junto com uma série de restrições sanitárias, especialmente no setor de restaurantes, para tentar conter a propagação de covid-19. Os bares e restaurantes devem fechar às 20h, pelo menos até 4 de dezembro.

O prefeito de Roterdã, Ahmed Aboutaleb, classificou os protestos de “orgia de violência”. “A polícia considerou necessário sacar as armas para se defender”, afirmou aos jornalistas.

Publicidade

Segundo um comunicado da polícia local, o protesto deu início na rua Coolsingel e terminou em distúrbios. Fogos foram avistados em vários lugares. Fogos de artifício foram lançados e a polícia disparou vários tiros de alerta”.

De acordo com a imprensa holandesa, muitos dos manifestantes que gritavam, “liberdade”, atiraram pedras contra a polícia e atearam fogo em diversas motocicletas elétricas.

A polícia da Holanda teve que utilizar um canhão de água para dispersar os manifestantes em Haia no dia em que as medidas foram anunciadas.

Publicidade

A polícia deteve também no último sábado, 15 pessoas em uma cidade do norte depois que eclodiram confrontos entre as forças de segurança e centenas de pessoas indignadas com o fechamento precoce de bares devido à pandemia.

Pelo menos uma viatura policial foi incendiada durante o protesto, disse um porta-voz da polícia à AFP.

As autoridades locais emitiram uma ordem de emergência proibindo o acesso à área do protesto para evitar mais violência. A principal estação ferroviária de Roterdã também foi fechada.

Publicidade

“JUST IN – Vários tiros ouvidos em protesto anti-lockdown em Rotterdam, Holanda”

Publicidade