Tensão internacional

Nancy Pelosi deixa Taiwan após visita que acirrou tensão entre EUA e China

O governo chinês já havia se manifestado contra a visita a Taiwan, que considera parte de seu território, e prometeu fortes retaliações.

nancy-pelosi-deixa-taiwan-apos-visita-que-acirrou-tensao-entre-eua-e-china
Nancy Pelosi (Créditos: Handout/Getty Images)

Na manhã desta quarta-feira (3), Nancy Pelosi se encontrou com a presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, na primeira visita de uma política com seu cargo de presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos. Pelosi já deixou Taiwan e a visita acirrou a tensão entre Estados Unidos e China.

Publicidade

O governo chinês já havia se manifestado contra a visita à Taiwan, que considera parte de seu território, e prometeu fortes retaliações, gerando maior tensão. Além disso, a China também avisou que fará exercícios militares em seis pontos ao redor da ilha, que considera uma província rebelde.

O governo de Taiwan afirmou nesta quarta-feira (3) que a China fez um bloqueio aeronaval, ao planejar exercícios militares em torno da ilha, como resposta à visita da americana Nancy Pelosi a Taipei.

A agência de notícias oficial informou que Taiwan já negocia com  Japão e Filipinas rotas alternativas de avião, para furar o suposto bloqueio chinês.

O governo da Rússia também se posicionou sobre a visita nesta quarta-feira (3). O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou que o aumento das tensões provocado pela visita de Nancy Pelosi “não deveria ser subestimado”.

Publicidade

Publicidade