Ucrânia

Usina nuclear de Zaporizhzhia é desconectada pela primeira vez

A usina nuclear, que é a maior da Europa, gera cerca de 20% da eletricidade da Ucrânia.

usina-nuclear-de-zaporizhzhia-e-desconectada-pela-primeira-vez
Usina Nuclear de Zaporizhzhia (Créditos: Divulgação/ Ministério da Defesa da Rússia)

A usina nuclear de Zaporizhzhia, na Ucrânia, foi desconectada pela primeira vez em sua história, nesta quinta-feira (25). O local é controlado pelas forças russas desde o início da guerra.

Publicidade

De acordo com a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), seis reatores permaneceram desconectados da rede elétrica da Ucrânia durante a noite desta quinta-feira, em horário local.

A Energoatom, operadora nuclear da Ucrânia, culpou a Rússia pela desconexão. “As ações dos invasores causaram uma desconexão completa da ZNPP (usina nuclear de Zaporizhzhia) da rede elétrica – a primeira na história”, diz um comunicado da operadora.

Por outro lado, o governador regional russo, instalado no local, ulpou a ação militar ucraniana pelas interrupções e acrescentou que “o trabalho estava em andamento para restaurar o fornecimento para a região e lançar a segunda unidade de energia”. 

A usina nuclear, que é a maior da Europa, gera cerca de 20% da eletricidade da Ucrânia. Um corte prolongado da energia seria um grande desafio para o país.

Publicidade

“Quase todos os dias há um novo incidente na usina nuclear de Zaporizhzhya ou perto dela. Não podemos perder mais tempo. Estou determinado a liderar pessoalmente uma missão da AIEA à usina nos próximos dias para ajudar a estabilizar a situação de segurança e proteção nuclear lá”, afirmou o diretor-geral da AIEA, Rafael Grossi, em nota.