Fale conosco

O que vc está procurando?

Carros

O novo Ford Everest poderia ser a base para o próximo Ranger?

O futuro utilitário esportivo compartilhará vários elementos com a nova geração de picapes de médio porte, começando pela plataforma

O novo Ford Everest poderia ser a base para o próximo Ranger
(Crédito: Divulgação)

A Ford está passando por um processo de reestruturação a nível global e durante a última vez várias novidades foram anunciadas. Entre eles está a inclinação para SUVs e picapes na América, o desacoplamento entre Oval e Mahindra na Ásia, a cessação da produção de modelos no Brasil e o investimento na fábrica argentina da General Pacheco para produzir a próxima geração de Ranger, a partir de 2023.

As obras do terminal de Buenos Aires já começaram e nos últimos meses o futuro modelo foi visto em testes em diversos países, realizando testes com grande número de tampas na carroceria. Por sua vez, surgiram várias versões, como Raptor e Wildtrack (semelhante à Limited em outros mercados).

Com um forte sigilo para a próxima vez, existem alguns dados que vieram à tona extraoficialmente como os motores e até mesmo o projeto potencial. É importante mencionar que em vários mercados, a nova picape seria produzida em associação com a Volkswagen (Projeto Cyclone) para dar vida não só à Ranger, mas também à segunda geração do Amarok.

Apesar das longas negociações, a picape alemã será fabricada apenas na fábrica Oval, na África do Sul. Na Argentina, o atual Amarok continuaria a ser produzido e acrescentaria um restyling.

Um novo modelo da Ford será fabricado na Argentina?

Se levarmos em conta o que foi dito sobre a Amarok, a sede de produção teria sido um dos contrapontos na época das negociações anteriores, pois, pelo que surgiu, a Volkswagen não gostaria que sua picape fosse produzida na fábrica de seu parceiro.

Independentemente de ser esse o caso ou não, a Ford tem espaço para abrigar outros modelos na linha de montagem e até mesmo um espaço ficou vago depois que o Focus disse “adeus” em 2019 após duas décadas de sucesso. Por sua vez, a saída da marca no Brasil tornou a fábrica argentina mais atraente diante da possibilidade de produzir um novo modelo.

Na última vez, foi dito que um dos alvos seria o Território, e parece que está em observação, embora até o momento não haja notícias.

Poderia ser o Everest?

Everest é o SUV derivado da picape Ranger. E como a estratégia da Ford em alguns mercados é semelhante à de marcas como Toyota ou Chevrolet, que oferecem Hilux e SW4 no caso dos japoneses, e S10 e Trailblazer, se levarmos em conta a americana, uma série de incógnitas se abre .

Atualmente os planos do terminal argentino estão totalmente focados no novo Ranger, mas durante a última vez ocorreram vários eventos que aumentaram os rumores.

Para começar, antes da retirada da Volkswagen, quando o Projeto Ciclone ainda estava em andamento, segundo relatos, estava em análise a ideia de desenvolver um SUV baseado no Amarok e outro na Ranger (ambos produzidos na Argentina), mas nada disso viu a luz do dia.

Mesmo assim, após longos meses sem muitas novidades, nos últimos dias, uma nova geração do Everest foi vista fazendo testes com muita camuflagem, embora aparentemente (além das capas) a frente seja bastante parecida com a de sua escolha. irmã, como acontece hoje.

Apesar da aparência, talvez nada até agora seja atraente. No entanto, este aparelho foi descoberto em Michigan (Estados Unidos) e com volante à esquerda montado na conhecida plataforma Ranger T6, fato que atraiu muita atenção já que rumores sugerem que seria transformado em um modelo mais globalizado e com vontade de atingir vários mercados para competir com os “irmãos SUV” de diferentes picapes de médio porte.

O SUV deve pousar nos Estados Unidos no segundo semestre do próximo ano, assim que o novo Ranger vir a luz do dia, com a ideia de ter uma oferta renovada na faixa que possa combinar habitabilidade e desempenho off-road.

Se tudo isso for cumprido como esta eventual previsão indica, não seria absurdo imaginar que mais cedo ou mais tarde o Everest chegará à Argentina, já que a fábrica da General Pacheco pode ser um bom lugar onde o SUV de sete lugares pode ficar por alguns anos .e acompanhar o novo Ranger numa época sem precedentes, aproveitando os diferentes elementos que irão partilhar.

*Texto publicado originalmente no site Parabrisas, da PERFIL Argentina.

Mais em Perfil

Últimas Notícias