OPORTUNIDADES

No ABC Paulista, Simone Tebet fala em geração de emprego

Simone trouxe a tona problemas envolvendo a uberização e a necessidade se olhar para os brasileiros que tiram renda dos aplicativos.

Simone Tebet fez caminhada pela região central de Santo André e visitou o Fundo Social de Solidariedade na cidade. (Créditos: Divulgação/Redes Sociais)

A candidata do MDB à Presidência da República, Simone Tebet, disse nesta sexta-feira (19) que, se eleita para o cargo, a geração de emprego será uma obsessão “para garantir ao cidadão dinheiro no bolso e dignidade”. A candidata fez caminhada na manhã de hoje pelas ruas da cidade de Diadema e participou de um almoço em Santo André, ambas no ABC Paulista.

Publicidade

Tebet defendeu investimentos no setor industrial para gerar emprego, além de uma reforma tributária. Na avaliação da candidata, a medida trará segurança jurídica e estabilidade. “Estamos prontos pra fazer, nos seis primeiros meses de governo, a reforma tributária que vai desburocratizar, que vai simplificar, que vai tirar imposto da pessoa jurídica, que vai aumentar a produtividade e a competitividade do setor empresarial. Com isso, ele [setor empresarial] abre mais portas, contrata mais gente, e nós garantimos os empregos diretos e indiretos que hoje estão faltando para as pessoas”, defendeu.

Já quando o assunto é a reforma trabalhista, a candidata tem outra opinião. “Nós não precisamos de nova reforma trabalhista, nós precisamos avançar nas lacunas que ficaram pra trás. Por exemplo, nesses últimos cinco anos, desde a reforma, avançou a questão da uberização e dos quase 5 milhões de trabalhadores que vivem de aplicativos e que não tem nenhuma segurança, nem segurança previdenciária no futuro e muito menos um colchão de garantia para um momento em que ele passa uma necessidade, um acidente, que ele fique um, dois, três meses desempregado e ele não tem seguro desemprego”, destacou acrescentando que esses pontos precisam ser aperfeiçoados.

Ao lembrar que o Brasil tem pelo menos 20% dos trabalhadores que são subutilizados, Simone prometeu investimentos em qualificação profissional para inserir essa população de forma integral no mercado de trabalho, de modo que ela possa ser ocupada na sua plenitude e ganhar melhores salários e ter melhor renda.

Sobre como diminuir as desigualdades no país, Ela disse que é preciso “parar de enxugar gelo” e garantir transferência de renda permanente para quem mais precisa. A candidata disse que se vencer a corrida presidencial, o Auxílio-Brasil “permanecerá com condicionantes”. Além disso defendeu vacina no braço e crianças na escola, para proteger famílias economicamente vulneráveis.

Publicidade

Durante a tarde de hoje Simone Tebet faz caminhada pela região central de Santo André e faz uma visita ao Fundo Social de Solidariedade na cidade.

Confira a agenda dos candidatos à Presidência da República para esta sexta-feira.

Publicidade