tensão em Brasília

Lula diz que militares não permitirão um possível golpe de Bolsonaro

Para o petista, as Forças Armadas são “mais responsáveis” do que Bolsonaro em relação a manter a democracia no país.

lula-e-preciso-fortalecer-onu-para-combater-mudancas-climaticas
Luís Inácio Lula da Silva (Créditos: Buda Mendes/Getty Images)

O ex-presidente Lula da Silva (PT) disse nesta quarta-feira (27) que não acredita em um possível golpe caso Jair Bolsonaro (PL) perca às eleições presidenciais. A declaração do petista foi dada em uma entrevista ao portal UOL.

Publicidade

“Como podemos pensar em golpe? Não acredito que as Forças Armadas aceitem isso, não acredito que a sociedade brasileira permita. Não acredito. Esse cidadão (Bolsonaro), se ele começar a brincar com a democracia, ele vai pagar um preço muito caro”, disse Lula.

Durante a entrevista, Lula, que também concorrerá à Presidência neste ano, citou o período em que esteve no poder e sua relação com as Forças Armadas. Para o petista, as Forças Armadas são “mais responsáveis” em relação a manter democracia no país.

“Eu acho que nós temos que ter em conta que os militares são mais responsáveis do que o Bolsonaro”, afirmou.

Publicidade

Reajuste do salário-mínimo

O ex-presidente Lula também se comprometeu, nesta quarta-feira (27), em reajustar a política do salário-mínimo. Hoje, a inflação determina a variação de um ano para o outro, enquanto Lula pretende retomar a variação do PIB (Produto Interno Bruto) como outro fator incidente para aumentar o salário-mínimo.

Ele também disse que irá recriar ministérios que foram fechados pelos governos de Michel Temer (MDB) e Jair Bolsonaro (PL). Lula citou como exemplos os ministérios da Cultura e da Pesca. “Nós vamos criar aqueles ministérios que forem necessários”, disse.

Publicidade