encontros

Lula viaja a São Paulo para visitar FHC e o filósofo Noam Chomsky

O presidente não terá compromissos públicos durante sua estadia em São Paulo e retornará a Brasília na segunda-feira (24)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajou para São Paulo na manhã deste domingo (23) para encontros reservados com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e o renomado filósofo e linguista Noam Chomsky.
Presidente Lula – Créditos: Ricardo Stuckert/PR

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva viajou para São Paulo na manhã deste domingo (23) para encontros reservados com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e o renomado filósofo e linguista Noam Chomsky.

Publicidade

Lula deixou a Base Aérea de Brasília às 10h15 e chegou à capital paulista por volta das 11h50, dirigindo-se diretamente para sua residência. O presidente não terá compromissos públicos durante sua estadia em São Paulo e retornará a Brasília na segunda-feira (24).

O encontro com Fernando Henrique Cardoso marca mais um capítulo na relação entre os dois ex-presidentes. Durante a campanha presidencial de 2022, FHC declarou apoio a Lula no segundo turno contra o então presidente Jair Bolsonaro (PL). Na ocasião, FHC destacou que votava em Lula devido à sua “história de luta pela democracia e inclusão social”.

Além de FHC, ele se encontrará com Noam Chomsky, amigo de longa data. Chomsky, de 95 anos, recentemente se recuperou de um acidente vascular cerebral massivo ocorrido em junho de 2023. Ele recebeu alta do hospital Beneficência Portuguesa em São Paulo na última terça-feira (18), conforme noticiado por Mario Sergio Conti na Folha de S. Paulo.

Chomsky, conhecido mundialmente por suas contribuições à linguística e filosofia, é casado com uma brasileira e tem passado cada vez mais tempo no Brasil nos últimos anos, adotando o país como seu segundo lar.

Publicidade

Encontros estratégicos em São Paulo: Lula, FHC e Chomsky

A viagem do presidente a São Paulo, sem compromissos públicos, mas com encontros privados significativos, ressalta a importância de suas alianças e o apoio recebido de figuras influentes. FHC, apesar de tradicional adversário político, apoiou Lula por sua trajetória democrática, enquanto Chomsky, com sua conexão crescente com o Brasil, reflete a relevância internacional dos laços de Lula.

A recuperação de Chomsky e seu encontro com o presidente são símbolos de resiliência e da contínua influência do filósofo no cenário global. Com esses encontros, Lula reforça seu compromisso com valores democráticos e sociais, solidificando sua rede de apoio e parceria tanto nacional quanto internacionalmente.

Publicidade

Siga a gente no Google Notícias

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.