PF faz ação contra fraudes em hospital universitário do Rio

Ainda de acordo com a PF, a empresa vencedora da concorrência foi constituída apenas um mês antes do processo licitatório e teria seu quadro societário formado por “laranjas”

grupo-criminoso-suspeito-de-roubar-bancos-e-alvo-de-operacao-da-pf
(Crédito: Divulgação/ Polícia Federal)

A Polícia Federal (PF) faz hoje (22) mais uma fase da operação para investigar fraude na contratação de empresa para serviços de manutenção predial no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle (HUGG), vinculado à Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) e administrado pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Os agentes cumprem cinco mandados de busca e apreensão nas cidades do Rio e Mesquita, expedidos pela 5ª Vara Federal Criminal do Rio.

Publicidade

A ação de hoje é um desdobramento da Operação Desmascarados, desencadeada em fevereiro de 2021. Segundo a PF, há indícios de direcionamento do resultado da licitação e superfaturamento do contrato, estimado em cerca de R$ 2 milhões.

Ainda de acordo com a PF, a empresa vencedora da concorrência foi constituída apenas um mês antes do processo licitatório e teria seu quadro societário formado por “laranjas”.

As investigações têm como base documentos apreendidos na primeira fase da operação e relatórios de auditoria da Controladoria-Geral da União (CGU) e da própria Ebserh, estatal que administra o HUGG e outros hospitais universitários federais.

(Agência Brasil)

Publicidade