Alemanha expulsa 40 diplomatas russos

Expulsão foi anunciada após o massacre de civis ucranianos em Bucha

alemanha-expulsa-40-diplomatas-russos
A ministra das Relações Exteriores da Alemanha, Annalena Baerbock (Crédito: Filip Singer – Pool/Getty Images)

O governo da Alemanha classificou nesta segunda-feira (04) 40 diplomatas russos como “persona non grata“, o que equivale ao status de expulsão. Os diplomatas têm cinco dias para deixar o país.

Publicidade

Segundo a ministra das Relações Exteriores da Alemanha, Annalena Baerbock, o governo decidiu “declarar como persona non grata ​​um número significativo de membros da Embaixada da Rússia que trabalharam todos os dias contra nossa liberdade e contra a coesão de nossa sociedade aqui na Alemanha”. “Não vamos tolerar mais isso”, disse a ministra.

A decisão foi comunicada ao embaixador russo em Berlim, Sergei Nechayev, na tarde desta segunda-feira (4). De acordo com a agência de notícias Interfax, que citou fontes do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Moscou deve reagir à decisão e expulsar diplomatas alemães. 

Sobre as atrocidades cometidas pelas tropas russas na cidade ucraniana de Bucha, Baerbock disse que as imagens “demonstram a inacreditável brutalidade da liderança russa” e daqueles que seguem sua propaganda, “de uma vontade de aniquilar que transcende todas as fronteiras”.

Depois que as tropas russas se retiraram do subúrbio de Kiev, corpos foram descobertos em Bucha, nas proximidades da capital ucraniana, muitos deles com as mãos amarradas. A Ucrânia culpa as tropas russas, que até recentemente ocupavam a pequena cidade, pelo massacre.

Publicidade

Sanções e outras expulsões diplomáticas

Baerbock enfatizou que o governo alemão, em conjunto com seus aliados, penalizará a Rússia e seguirá apoiando a Ucrânia. “Vamos reforçar ainda mais as sanções existentes contra a Rússia, aumentaremos resolutamente nosso apoio às forças armadas ucranianas e fortaleceremos o flanco leste da Otan”, destacou.

Publicidade

Na semana passada, a Bélgica expulsou 21 diplomatas russos por acusações de espionagem. O ministro das Relações Exteriores holandês também anunciou que 17 diplomatas russos seriam expulsos pelo mesmo motivo. A República Tcheca expulsou um diplomata russo do país.