Oriente Médio

Conselho de Segurança da ONU aprova resolução de cessar-fogo em Gaza

O presidente dos EUA, Joe Biden, apresentou um plano de três fases em 31 de maio, descrito por ele como uma iniciativa israelense

Conselho de Segurança da ONU aprova resolução sobre cessar-fogo imediato na Faixa de Gaza
Conselho de Segurança da ONU – Créditos: Reprodução / UN Web TV

O Conselho de Segurança da ONU aprovou nesta segunda-feira (10) uma resolução proposta pelos Estados Unidos que visa um cessar-fogo na Faixa de Gaza. A Rússia se absteve da votação, enquanto os outros 14 membros do órgão votaram a favor.

Publicidade

O presidente dos EUA, Joe Biden, apresentou um plano de cessar-fogo de três fases em 31 de maio, descrito por ele como uma iniciativa israelense. Alguns membros do Conselho de Segurança questionaram se Israel realmente havia aceitado o plano para encerrar os combates em Gaza. A resolução acolhe a nova proposta de cessar-fogo, “que Israel aceitou, apela ao Hamas para que também a aceite e insta ambas as partes a implementarem integralmente seus termos sem demora e sem condições”.

“Estamos esperando o Hamas concordar com o acordo de cessar-fogo que ele alega querer”, afirmou a embaixadora dos EUA na ONU, Linda Thomas-Greenfield, ao conselho antes da votação. “A cada dia que passa, o sofrimento desnecessário continua”, adicionou.

A resolução detalha a proposta, esclarecendo que “se as negociações levarem mais de seis semanas para a fase um, o cessar-fogo continuará enquanto as negociações prosseguirem”. Em março, o conselho da ONU exigiu um cessar-fogo imediato e a libertação incondicional de todos os reféns mantidos pelo Hamas.

Por meses, negociadores dos EUA, Egito e Catar têm tentado mediar um cessar-fogo. O Hamas afirma querer um fim permanente para a guerra na Faixa de Gaza e a retirada israelense do território palestino, que abriga 2,3 milhões de pessoas. Israel está atacando o Hamas, que governa Gaza, em retaliação a um ataque ocorrido em 7 de outubro. Mais de 1.200 pessoas foram mortas e mais de 250 feitas reféns pelo Hamas na data, segundo contagens israelenses. Acredita-se que mais de 100 reféns ainda estejam detidos em Gaza.

Publicidade

Israel lançou ataques aéreos, terrestres e marítimos ao território palestino, resultando na morte de mais de 36 mil pessoas, de acordo com autoridades de saúde de Gaza.

O que diz o acordo de cessar-fogo em Gaza?

O presidente americano detalhou um plano de três fases. A primeira prevê um cessar-fogo de seis semanas e a retirada das forças israelenses de áreas povoadas do território palestino.

Publicidade

Durante este período, seriam iniciadas negociações para a segunda fase, que inclui o fim dos combates e a troca de reféns israelenses por prisioneiros palestinos, além da libertação de mulheres e crianças.

O cessar-fogo poderia ser estendido se as negociações progredissem. A fase final envolveria a libertação de todos os reféns em Gaza.

Publicidade

Assine nossa newsletter

Cadastre-se para receber grátis o Menu Executivo Perfil Brasil, com todo conteúdo, análises e a cobertura mais completa.

Grátis em sua caixa de entrada. Pode cancelar quando quiser.