Em cúpula virtual, Biden defende participação de minorias na política

Presidente americano discursou na abertura da Cúpula pela Democracia. Evento reúne representantes de mais de 100 países, e Brasil está na lista

Em cúpula virtual, Biden defende participação de minorias na política
Por conta da pandemia de Covid, os encontros serão todos realizados remotamente (Crédito: Tom Brenner/Getty Images)

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, em cúpula virtual defendeu nesta quinta-feira (9) a presença de mais mulheres e pessoas LGBTQIA+ na política.

Publicidade

O encontro virtual reúne, nos próximos dois dias, líderes e representantes de mais de 100 governos – entre eles o brasileiro.

Em seu discurso de abertura, Biden defendeu a liberdade de imprensa e alertou que a imprensa livre “está sob ataque no mundo”.

Ele citou perseguições a jornalistas e repressão a veículos de informação e disse que não há democracia se uma imprensa livre.

O mandatário americano disse também que autocratas tentam ampliar sua influência no mundo, mas sustentou que a democracia pode ser frágil, mas também é resiliente.

Publicidade

Sobre seu próprio território, ele reconheceu que seu governo precisa facilitar o acesso de americanos ao voto, em meio a polêmicas mudanças em leis estaduais que impõem obstáculos a eleitores.

O governo americano promove até sexta-feira (10) uma Cúpula Virtual pela Democracia, para a qual convidou representantes de mais de 100 governos, assim como ativistas, jornalistas, líderes do setor privado e outros membros de destaque da sociedade civil.

Por conta da pandemia de Covid-19, os encontros serão todos realizados remotamente.

Publicidade

A ideia é que a cúpula sirva de plataforma para que os líderes “anunciem novos compromissos, reformas e iniciativas” com base em três pilares: a defesa da democracia contra o autoritarismo, a luta contra a corrupção e o respeito aos direitos humanos, afirmou na terça-feira (7) um funcionário do governo americano, que pediu anonimato.

Antes mesmo de começar, porém, o evento gerou polêmica por seu critério para convites. Alguns países importantes ficaram de fora, como China, Rússia e Arábia Saudita, o que poderia levar a crer que seriam evitadas nações que desrespeitem direitos humanos.

Confira abaixo ao vivo a declaração de Joe Biden

Publicidade

Sintonize enquanto faço os comentários de abertura da Cúpula virtual pela Democracia.

Publicidade