desfile militar

França comemora 233 anos da queda da Bastilha

Em solidariedade à Ucrânia, o título da parada militar deste ano foi “Compartilhando a chama”.

franca-comemora-233-anos-da-queda-da-bastilha
Soldados de delegações estrangeiras convidadas marcham pelos Champs-Elysées durante o desfile militar anual do Dia da Bastilha (Créditos: Antoine Antoniol/Getty Images)

A França comemora nesta quinta-feira (14) os 233 anos da Queda da Bastilha, evento fundamental da Revolução Francesa (1789-1799). O tradicional desfile militar voltou a acontecer em Paris após dois anos, com diversas aeronaves da Força Aérea da França.

Publicidade

Os jatos Alphajet da Patrouille de France (esquadrilha militar do país), responsáveis pela abertura do desfile aéreo, coloriram o céu de Paris pela manhã. Já a Armée de l’air et de l’espace (força aérea francesa), participou da cerimônia com os caças Dassault Rafale B/C (sendo dois gregos) e os Mirage 2000C, Mirage 2000D e Mirage 2000-5.

Diversas autoridades, incluindo o presidente francês, Emmanuel Macron, assistiram ao desfile da Queda da Bastilha. Ao todo, cerca de 6.300 pessoas marcharam este ano, quase cinco mil delas a pé. O evento militar, que durou aproximadamente duas horas, mobilizou ainda 64 aviões, 25 helicópteros, 200 cavalos e 181 veículos motorizados.

Homenagem à Ucrânia

Neste ano, a parada militar teve como tema “Compartilhando a chama”, um título apresentado como um gesto de solidariedade à Ucrânia.

Publicidade

Tropas de nove países do Leste Europeu, na maioria vizinhos da Rússia ou da Ucrânia, participaram da edição de 2022 do desfile. Representantes da Estônia, Letônia, Lituânia, Polônia, República Checa, Eslováquia, Hungria, Romênia e Bulgária desfilaram suas bandeiras, abrindo a apresentação dos batalhões franceses.

 

Publicidade