Norma Culta?

Carlos Bolsonaro quer proibir o uso de linguagem neutra pela Prefeitura do Rio de Janeiro

Esta não é a primeira vez que Carlos Bolsonaro tenta impedir o uso da linguagem neutra no Rio.

Carlos Bolsonaro quer proibir o uso de linguagem neutra pela Prefeitura do Rio de Janeiro
O vereador está licenciado do cargo por motivos pessoais (Crédito: Reprodução/YouTube)

O vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) anunciou em seu Twitter que apresentou um projeto de lei para impedir que a Prefeitura do Rio de Janeiro utilize a linguagem neutra em suas mídias e em peças publicitárias. O projeto proposto inclui editais e processos seletivos públicos.

Publicidade

“A nossa proposta impede que o governo, no caso, o do Rio, continue sendo agente ativo na propagação da tal ‘linguagem neutra’, que desafia a lógica, perverte a linguagem e reforça a ideia anticientífica. Não deixaremos a Prefeitura do Rio desrespeitando a língua portuguesa, irradiadora de cultura”, escreveu o vereador, filho 02 do presidente Jair Bolsonaro (PL), em seu Twitter.

Esta não é a primeira vez que Carlos Bolsonaro tenta impedir o uso da linguagem neutra no Rio. Em 2020, o vereador também apresentou um projeto de lei para proibir “novas formas de flexão de gênero” nas escolas públicas e particulares da cidade. O PL 2013/2020 dizia que a iniciativa era a “defesa do direito inalienável de uso do português na forma e no conteúdo corretos, sem perversões e alterações maliciosas e progressistas de suas bases”.

 

Publicidade