campanha eleitoral

Soraya: imposto único isentará de IR quem recebe até R$ 6 mil

Candidata participou de evento com empresários em Brasília.

A candidata do União Brasil à presidência da República, Soraya Thronicke, afirmou nesta terça-feira (30) que a implementação da sua proposta de imposto único federal (IUF) isentará, do Imposto de Renda (IR), os trabalhadores com salário de até cinco salários-mínimos (R$ 6.060). O IUF, de acordo com a candidata, será de 1,26% sobre as movimentações financeiras e substituirá 11 impostos federais.

Publicidade

“Esta proposta vai desonerar todos os brasileiros da contribuição previdenciária. E vai desonerar o empresariado em torno de 20%”, disse Thronicke, em evento promovido pela União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs), em Brasília.

“Pode significar, para quem ganha só um salário-mínimo, que já é isento do imposto de renda, apenas 8% a mais no bolso. Mas sejam sinceros comigo, vocês podem dar 8% de aumento para os seus funcionários hoje, para todo mundo?”, questionou a candidata aos empresários.

Soraya Thronicke ressaltou que, uma vez eleita, terá mais condições de tirar a proposta do papel, já que a alteração nos tributos precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional. “Quando você tem o governo na mão, você consegue articular melhor. Nós entendemos também que falta informação [sobre o IUF]. São muitas propostas caminhando e quem tem o controle ali das duas casas não está necessariamente voltado para aquilo”.

Segundo o projeto do Imposto Único Federal, elaborado pelo economista Marcos Cintra e candidato à vice-presidência na chapa de Thronicke, seriam eliminadas as exigências de emissão de notas fiscais, preenchimento de guias de arrecadação, declarações de renda ou de bens.

Publicidade

De acordo com a proposta, com a adoção do IUF, deixariam de existir os seguintes tributos: Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL), contribuição previdenciária patronal, do servidor público e dos empregados; Salário-Educação, contribuição ao Sistema “S”, Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins), Contribuição de Intervenções no Domínio Econômico (Cide) dos Combustíveis, e remessas ITR e IOF; e Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) para aqueles que recebam até cinco salários-mínimos. Empresas do Simples teriam a eliminação dos tributos federais no Documento de Arrecadação do Simples Nacional.

 

Publicidade