Maserati aposta na eletrificação total

A partir de 2025, cada família de modelos da marca Neptune terá pelo menos uma versão eletrificada

maserati-vai-para-a-eletrificacao-total
(Crédito: Divulgação/Maserati)

Alguns falam de heresia. Outros, de progresso tecnológico para frear a degradação do meio ambiente. Seja como for, a verdade é que a Maserati total, a lendária marca italiana conhecida (entre outras características) pelo desempenho de seus motores de combustão, está trabalhando em uma ofensiva elétrica que realizará nos próximos anos.

Publicidade

De acordo com os planos anunciados, num futuro próximo a empresa irá introduzir um número significativo de veículos elétricos na sua oferta, perseguindo o objetivo final de oferecer apenas modelos com este tipo de propulsão.

O anúncio foi feito no âmbito da apresentação dos resultados comerciais de 2021, onde os executivos da casa italiana apontaram que, até 2025, chegarão os primeiros representantes desta estratégia e que até 2030 a eletrificação total será aplicada ao Gama inteira.

Nessa reunião, foram dados detalhes de quais serão as primeiras unidades que entrarão na “era elétrica da Maserati total”.

O iniciador será o GranTurismo. A nova geração do clássico coupé 2+2, que está atualmente em fase de desenvolvimento nas instalações da Stellantis em Mirafiori, na Itália, incorporará, dizem, soluções técnicas usadas na Fórmula E.

Publicidade

A eles deve-se acrescentar, entre 2024 e 2025, pelo menos uma versão eletrificada de cada um dos produtos da marca, como o Quattroporte, o Levante e até o MC20. Essas variantes de propulsão alternativa poderiam ser acompanhadas pelo nome Folgore (relâmpago, em italiano).

*Texto publicado originalmente no site Parabrisas, da Editora Perfil Argentina.

Publicidade