Comando de Operações Especiais

EUA podem ter matado o líder da Al-Qaeda com míssil que não explode

Os dirigentes do governo dos EUA disseram que os mísseis acertaram Ayman al-Zawahiri na varanda de sua casa no centro de Cabul, no Afeganistão.

EUA podem ter matado o líder da Al-Qaeda com o míssel que não explode
Imagem do momento em que o míssel mandado pelos EUA atingiu Ayman al-Zawahiri (Crédito: Reprodução/ G1)

Ayman al-Zawahiri, líder da Al-Qaeda, foi morto no sábado (30). Ele foi atingido por dois mísseis pouco conhecidos, desenvolvidos com base em mísseis Hellfire, que foram disparados por um drone. 

Publicidade

Segundo as informações do g1, essa situação sugere que os Estados Unidos, responsável pela a operação, possuem armas deste tipo. O Hellfire modificado é intitulado como R9X e ainda não foi totalmente apresentado ao público. Este tipo de míssil é utilizado em situações em que não há combate, ele não possui um foguete ou algo similar para detonar e explodir. O Hellfire é composto por seis lâminas e têm o objetivo de fatiar o alvo.

Os dirigentes do governo dos EUA disseram que os mísseis acertaram o líder da Al-Qaeda na varanda de sua casa no centro de Cabul, no Afeganistão. Também foi confirmado que não houve outras mortes e nem feridos. A CIA comandou o ataque, e até o momento desta publicação, a agência não se pronunciou sobre a operação. 

Ainda de acordo com o g1, um porta-voz das Forças Armadas dos EUA encaminhou uma consulta sobre os mísseis R9X ao principal comprador deste tipo de projétil, o Comando de Operações Especiais dos EUA. O único drone conhecido publicamente, até o momento, por transportar o míssil Hellfire é o MQ-9 Reaper.

“A mesma arma de fogo do inferno “ninja” que derrubou Solemoni também derrubou al-Zawahiri. Nada como 6 lâminas girando a 3000 rpm para fazer o seu dia”.

Publicidade

Publicidade