'Estardalhaço'

Em live, Bolsonaro explica sua ida a loja de maçonaria

O candidato à reeleição admitiu a veracidade do vídeo e disse que foi “muito bem recebido”.

Em live, Bolsonaro explica seu discurso em loja maçônica
Jair Bolsonaro (PL), presidente da República (Crédito: Andressa Anholete/Getty Images)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) fez uma live nesta quarta-feira (5) para fazer alguns comentários sobre as eleições e sobre seu encontro com integrantes da maçonaria. Por meio de seu Instagram, o chefe do Executivo afirmou que a esquerda está fazendo um “estardalhaço” sobre sua ida a uma loja maçônica em 2017.

Publicidade

No discurso da live, direcionado para seus eleitores, Bolsonaro admite a veracidade do vídeo e diz que foi “muito bem recebido” no local. O candidato à reeleição também disse que não visitou a loja outras vezes, mas que não tem nada contra os maçons.

“Fui sim, fui em loja maçônica, acho que foi a única vez que eu fui numa loja maçônica. Eu era candidato a presidente, pouca gente sabia, e um colega falou: ‘Vamos lá’, e eu fui. Acho que foi aqui em Brasília… Fui muito bem recebido. Me trataram bem. E eu sou presidente de todos e ponto final. Fui de novo? Não fui. Agora, sou presidente de todos. Agora a esquerda faz estardalhaço. O que tenho contra maçom? Tenho nada. Se tiver alguma coisa, a gente vê como proceder. Quero apoio de todos aqui do Brasil”, afirmou o presidente.

Publicidade

A questão de Jair Bolsonaro com a maçonaria é delicada pois alguns de seus aliados políticos, como o pastor Silas Malafaia, já criticaram a instituição em outras ocasiões.

 

Publicidade