AUTOESTIMA

Brasil é o segundo país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo; confira as mais procuradas!

Público entre 13 e 18 anos que busca esse tipo de cirurgia duplicou nos últimos 10 anos. Médicos afirmam que a busca pelos procedimentos vai além da vaidade

Brasil realiza quase 1.500.000 de procedimentos por ano (Créditos: Michael Buckner/Getty Images for Beverly Hills Plastic Surgery, Inc)

O segmento estético e de beleza está entre os mais promissores do Brasil, que ocupa o segundo lugar entre os países mais vaidosos, atrás apenas da Itália.

Publicidade

Na pesquisa, realizada pelo Instituto GFK, da Alemanha, em 22 países, os brasileiros afirmaram gastar, em média, 4,4 horas semanais com cuidados com a aparência, incluindo banho, depilação, escolha de roupa, penteado e maquiagem.

Outro estudo, do The Economist, colocou o Brasil na sétima posição entre 30 países quando se indagou sobre o tempo despendido pensando na própria aparência.

Assim, não é de se surpreender que o Brasil também seja destaque entre os países que mais realizam cirurgias plásticas.

Quais são os tipos mais procurados?

De acordo com dados de 2020 da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS, na sigla em inglês), o Brasil é o segundo país que mais realiza cirurgias plásticas no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

Publicidade

Em 2018 e 2019 o Brasil ocupava o primeiro lugar no ranking, com 1.498.327 e 1.493.673 procedimentos, respectivamente. Em 2020, entretanto, houve uma diminuição das cirurgias plásticas no país, de forma que os Estados Unidos retomou a primeira posição.

No Brasil, algumas cirurgias plásticas são as mais buscadas pelos pacientes. São elas:

Lipoaspiração

Procedimento recomendado para remoção dos depósitos de gordura localizada como no abdômen, culotes, flancos, glúteos, pernas e mesmo pequenas regiões, como na papada;

Publicidade

Aumento de mama

A mamoplastia de aumento consiste na colocação da prótese de silicone para dar mais volume aos seios, podendo também remodelar o perfil e desenho das mamas;

Cirurgia de pálpebra

A blefaroplastia é mais comum na terceira idade sendo indicada para tratamento da ptose palpebral, promovendo rejuvenescimento da região dos olhos;

Abdominoplastia

Consiste na cirurgia para remoção do excesso de pele da região abdominal. É indicada para pacientes com perda significativa de peso, como após a cirurgia bariátrica, e quadros de diástase associada à flacidez na barriga;

Publicidade

Lifting de mama

Também chamada de mastopexia consiste na remoção do excesso de flacidez dos seios, o que pode ser decorrente da idade e da amamentação. O procedimento pode ser associado à colocação de prótese de silicone;

Rinoplastia

Consiste na cirurgia plástica do nariz permitindo mudar o tamanho, angulação da ponta, proeminência da giba nasal, entre outras características do nariz. Pode ser associada a procedimentos para correção de aspectos funcionais do nariz, como desvio de septo.

Portanto, no Brasil há uma priorização de procedimentos com foco no corpo, mas também destaca-se a procura por cirurgias plásticas faciais.

Publicidade

Qual é o motivo da procura por cirurgias plásticas no Brasil?

Com a posição brasileira no ranking mundial de cirurgias plásticas é de se questionar a motivação das pessoas e os especialistas destacam diferentes fatores.

A busca pela saúde mental e bem-estar passa por fatores psicológicos, mas também físicos e muitas pessoas recorrem à cirurgia plástica com esse objetivo, sentirem-se mais felizes e satisfeitas consigo mesmas e com a própria aparência.

Nesse sentido, recorrer à cirurgia plástica não é mais visto como se render aos padrões estéticos impostos socialmente, mas o desejo e motivações individuais também devem ser respeitados.

Apesar disso, não se pode ignorar que ainda há pessoas que recorrem às cirurgias plásticas tendo em vista se enquadrar em um padrão de beleza. Especialistas, entretanto, desaconselham realizar cirurgias com esse tipo de motivação, especialmente em decorrência às expectativas irrealistas geralmente associadas.

Também deve-se considerar os níveis aumentados de exposição nas redes sociais e a influência digital de famosos e artistas que fazem com que uma parcela de pessoas deseje recorrer às cirurgias.

De fato, especialistas relacionam parte da busca pelas cirurgias plásticas a esses fenômenos de nossa geração, em especial entre os mais jovens.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) houve um aumento de 141% na realização de cirurgias plásticas entre o público de 13 a 18 anos nos últimos 10 anos.

A exposição digital, incluindo a popularização das selfies, explica, por exemplo, o aumento da realização das cirurgias plásticas faciais como a rinoplastia e a blefaroplastia.

Quando recorrer à cirurgia plástica?

É importante que as pessoas vejam a cirurgia plástica como uma opção para se sentirem bem consigo mesmas, sendo um recurso para quando uma insatisfação estética se faz presente.

A avaliação do cirurgião plástico é essencial para compreender as motivações individuais e as expectativas em relação ao tratamento, o que garante um alinhamento mais adequado.

Por vezes, especialmente em pacientes mais jovens ou com histórico de cirurgias plásticas prévias, pode ser recomendada a busca orientação psicológica antes de recorrer ao tratamento.

Entretanto, também é importante reconhecer que a motivação para cirurgia plástica pode ser funcional, casos nos quais os procedimentos são oferecidos no Sistema Único de Saúde (SUS) e contam com cobertura de planos de saúde.

Esse é o caso, por exemplo, da mamoplastia redutora e também da abdominoplastia pós bariátrica. Nesses casos, a cirurgia plástica é importante para promoção da saúde, bem-estar e qualidade de vida dos pacientes.

*Por Danillo Cássio – SEO Marketing