PESQUISA REVELADORA

Um em cada dois argentinos acredita que atentado contra Cristina Kirchner foi inventado

Novo levantamento mostra que 58,4% da população argentina não acredita na tentativa de assassinato contra a vice-presidente.

Um em cada dois argentinos acredita que atentado contra Cristina Kirchner foi inventado
(Crédito: Getty Images)

Duas semanas após a tentativa de assassinato contra Cristina Kirchner, foi divulgado um novo levantamento, muito negativo para o atual governo,  que garante que  58,4% da população argentina acredita que o atentado da noite do 11 de setembro em Buenos Aires foi inventado.

Publicidade

A pesquisa feita pela DC Consultores entrevistou uma parcela da população sobre o acontecimento sofrido pela vice-presidente. O estudo revelou que apenas 18,9% das pessoas viram o atentado como uma “tentativa de assassinato”.

Para outros 18,5%, o atentado foi “um ato de loucura de Fernando Sabag Montiel, o brasileiro que atirou diversas vezes contra Kirchner. Apenas 4,2% consideraram o evento como um “ato contra todos os políticos”.

Fernando Andrés Sabag Montiel (Créditos: Reprodução/Redes Sociais)

O estudo também mediu a imagem de políticos argentinos perante as eleições de 2023. Os resultados para o partido do atual presidente, Alberto Fernandes, não foram positivos.  Apenas 4,1% votariam no presidente para uma reeleição. No caso de Cristina Kirchner, 17,9% votariam a seu favor, caso ela se apresente como candidata. Para Sergio Massa, o atual ministro da economia,  20,3% votariam nele “se não houver outro candidato”, mas 71,7% “nunca votariam nele”.

De modo geral, 74,4% da população não votariam no kirchnerismo “custe o que custar” e 82,6% pretende votar por uma “mudança de rumo”. Em uma parte do estudo sobre o sentimento da população pelo governo, 85% se apresentam como insatisfeitos.

Publicidade

Enquanto isso, entre os que veem positivamente o partido no poder, 9,6% acreditam que ele gera “esperança” e apenas 2% reconhecem a “liderança” dos integrantes do atual governo.

 

Publicidade